Alto Vale
Foto: Elisiane Maciel / DAV

O deputado estadual Aldo Schneider e o deputado federal Rogério Peninha Mendonça, ambos do PMDB, estiveram na região do Alto Vale nesta sexta-feira (22), e cumpriram agenda em diversas prefeituras e veículos de comunicação.

O grande destaque é o retorno de Schneider às atividades parlamentares, ele que esteve afastado do trabalho por vários meses para o tratamento de um câncer na coluna. Segundo Peninha, “é uma alegria ver a recuperação do Aldo, que sempre teve muita garra e vontade de se recuperar”, comemora.

Schneider agradeceu o apoio incondicional que recebeu nos últimos meses, e principalmente, as correntes de oração emanadas de políticos de todas as siglas e também da população. “Meu tratamento está sob controle, estou praticamente chegando à fase de estabilização. A doença está 100% controlada”, explica.

A boa saúde será fundamental para o peemedebista que deverá ter um ano de 2018 muito movimentado. “No dia 6 de fevereiro, devo tomar posse como presidente da Alesc, a partir disso vamos tratar de tudo o que está pendente em relação a obras, recursos e outras ações para o Alto Vale”, destaca.

Questionado sobre o respeito alcançado dentro da classe política, por representantes de diversas legendas, Schneider afirma que o respeito é primordial para a boa relação. “Para alcançar o cargo de deputado estadual, somente com muito trabalho prestado. É por isso que meus companheiros de assembleia merecem todo o meu respeito, e também da sociedade”, conta.

A trajetória parlamentar dentro da Alesc também contribuiu para seu destaque como deputado. No primeiro ano de mandato, quando líder do PMDB, e posteriormente, por dois anos e meio líder de governo, o gabinete sempre esteve aberto para buscar solucionar os problemas de todos os deputados, independente de bandeira partidária.

No segundo mandato Aldo já alcançou a posição de vicepresidente da Mesa Diretora da Alesc, e a decisão de assumir a presidência no ano que vem conta com o apoio dos caciques do partido. “Neste acordo que a gente fez com os partidos para escolher o presidente, tinha uma indefinição, e em determinado momento, busquei o respaldo do Mauro Mariani e do Eduardo Pinho Moreira, e demais deputados do PMDB, onde fui construir essa possibilidade. Nenhum partido e nenhum deputado se opôs ao meu nome”, explica.

Um ano de conquistas

O deputado Peninha também fez uma breve prestação de contas das atividades parlamentares e dos recursos encaminhados para região do Alto Vale. “Tive a felicidade de ser escolhido o primeiro parlamentar catarinense destaque pela minha atuação, e recebi o Prêmio Congresso em Foco”, comemora.

Ele também lembrou o Projeto de Lei 3722, que muda o Estatuto do Desarmamento. “Almocei ontem com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), que assumiu o compromisso de colocar o projeto em votação no mês de março”, conta.

Em relação aos recursos, Peninha lembrou-se de duas obras importantes que foram iniciadas em Rio do Sul. Uma Escola 12 salas, no valor de R$ 3,8 milhões, e uma Creche, no valor de R$ 1,8 milhão. “São recursos conseguidos em uma data anterior, é verdade, mas que alcancei em audiência com o ministro da Educação, e sem dúvidas, serão obras importantíssimas para cidade”, revela.

Também falou das conquistas para o Hospital Samária e para o Hospital Regional. “Além disso, estou batalhando, e vou conseguir, mais R$ 1,2 milhão para o Centro de Oncologia. Mas aqui em Rio do Sul fizeram o tal do ranking dos deputados e esses recursos eles não contabilizam. O dos hospitais, não conta. Das escolas que eu mandei, não conta. Infelizmente algumas pessoas não sabem o que é gratidão e provavelmente não precisam mais de mim e vão arranjar recursos de outra forma”, dispara.

Outra conquista destacada por Peninha é a inclusão da cebola na Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum (LETEC), onde o produto recebe uma taxação de 25% sobre a cebola importada, exceto dos países que compreendem o Mercosul. “Nos dias que antecederam a votação no Camex, o trabalho que fiz junto ao Rafael Corsino, presidente da Associação Nacional dos Produtores de Cebola (Anace), visitando um por um dos ministérios e cada um dos ministros, foi fundamental para essa conquista. Porém, não podemos esquecer a importância das diversas mobilizações realizadas por agricultores e também pela comunidade no Alto Vale. Realmente foi uma grande conquista para o nosso produtor rural”, conta.

Peninha e Aldo aproveitaram o espaço para desejar um feliz Natal e feliz Ano Novo a toda população do Alto Vale do Itajaí, com desejo de muita saúde e prosperidade em 2018.

Rafael Beling