Curiosidades, Variedades

Quando pensamos em uma escola do futuro, primeiramente nos vêm à cabeça computadores, telões, realidade virtual e alta tecnologia de forma geral. Talvez, porém, o verdadeiro futuro esteja em elementos muito mais ancestrais e naturais do que pensamos: na própria natureza. No estado da Califórnia está sendo construída a primeira escola agrícola dentro de um grande centro urbano, e o projeto prevê que os alunos cresçam em contato direto com a natureza.

A Golden Bridges School fica na cidade de São Francisco, e seu novo projeto – desenvolvido pelo escritório Natoma de arquitetura, está ainda em desenvolvimento.

A nova construção será como uma escola normal, mas baseada na interação dos alunos com a biodiversidade local, as preocupações ambientais e a sustentabilidade. Para tal, o edifício propriamente ocupará somente 30% do terreno – e será como uma construção viva, toda coberta por paredes e por um telhado verde. O resto do terreno será de áreas verdes, plantas nativas e hortas produtivas.

Para reduzir impactos, a vegetação de sua cobertura mantém a temperatura amena, e as diversas janelas do prédio aproveitarão a luz natural. A água será toda reaproveitada, assim como a água da chuva, e as crianças aprenderão – dentro do sistema Waldorf de ensino – sobre ecologia, o cultivo de alimentos orgânicos, trabalhos em madeira e confecção de roupas, entre outros, além das matérias de sempre.

A escola já funciona, mas os novos edifícios ainda estão em processo de construção. Como se trata de um projeto com responsabilidade social, mesmo sendo uma escola particular, cada família paga quanto pode – garantindo assim não só um futuro mais verde e consciente, como também mais diverso no próprio convívio entre os alunos. Para além de telas e tecnologias, esse é de fato o futuro que queremos – que precisamos.

Fonte: Hypeness