Alto Vale
Foto: Marcelo Zemke

A cultura da cerveja artesanal vem ganhando cada vez mais espaço, e junto a este avanço vem a exigência de qualidade por parte do público apreciador, que é ainda mais seletivo sobre os produtos oferecidos. Seguindo esta tendência, as cervejarias artesanais estão ganhando destaque no mercado com seus sabores e receitas especiais, que levam o consumidor a beber cerveja para apreciar e também conhecer as diversas variedades existentes, que vão muito além da popular tipo Pilsen. No Vale do Itajaí, graças aos fortes traços germânicos e a cultura de se apreciar cervejas de qualidade, as fábricas artesanais da bebida têm se consolidado como um atrativo.

Em Ibirama, a Handwerk – marca da Cervejaria Taquaras, é uma das pioneiras na região do Alto Vale, com o início da produção em 2010. Ela está aproveitando este mercado cada vez mais, traçando planos para expandir a produção, que atualmente é de 15 mil litros por mês. Nela são produzidas cervejas artesanais tipo Premium com uma seleção de lúpulos frescos e maltes europeus, com portfólio de estilos que vão desde a escola belga, alemã e até norte-americana.

Conforme o cervejeiro Luiz Bernardino, responsável pelas receitas da Handwerk, atualmente o mercado de cervejas artesanais tem 0,7% do volume total de cervejas produzidas no Brasil. Ele avalia que apesar da burocracia para abertura de empresas, os impostos praticados ao comércio e a crise político-financeira desanimarem empreendedores, o mercado de cervejas artesanais segue com um crescimento expressivo. “O cenário brasileiro de cervejas artesanais continua robusto, mantendo seu mercado com crescimento firme e forte. O aumento do número de cervejarias e eventos direcionados ao tema, bem como festivais, feiras e palestras, vem consolidando o movimento artesanal em nosso país”, avalia.

Bernardino percorreu toda a fábrica para mostrar detalhadamente o processo de produção da bebida, valendo uma degustação da cerveja Witbier, saída diretamente do tanque maturação em temperatura baixa. A cerveja recém-maturada e apresentando uma espessa camada de espuma densa em cima do líquido turvo, conquistou a Medalha de Prata no Festival Brasileiro da Cerveja 2017, realizado no mês de março, em Blumenau.

Com sabor levemente cítrico, por conta das raspas de limão siciliano e laranja na receita, a Witbier foi destaque junto a Belgian Blond e a Altbier, que conquistaram o Bronze, competindo com outras duas mil bebidas de 332 cervejarias. “Vencer o maior e mais respeitado concurso de cervejas do Brasil é realmente uma experiência indescritível. Nós da Handwerk temos muito orgulho de nossa região do Alto Vale, e tal fato nos deixa realizados por poder levar o nome a reconhecimento de nível nacional”.

Produção da cerveja

Atento a cada processo, o cervejeiro acompanha e anota tudo em uma planilha, desde a mostura, onde o malte é moído, depois misturado à água quente, seguindo para a fervura e a fermentação.

De acordo com o estilo de cerveja, ocorre a adição das quantidades de lúpulo e tempos ideais para acrescentar o ingrediente. “Na fervura, que leva cerca de uma hora e meia, além de eliminar bactérias que deixariam a cerveja com um sabor não muito agradável, é acrescentado o lúpulo, que traz o sabor e o aroma para a cerveja, além de ser uma espécie de conservante natural”, explica.

Na cerveja artesanal não se usam antioxidantes ou conservantes químicos. “É tudo natural. Conforme a Lei da Pureza, uma cerveja puro malte leva somente água, lúpulo, malte e leveduras”, explica. Os maltes da Handwerk – um cereal que possui um cheiro adocicado lembrando biscoito, são de origem alemã, belga e brasileira.

Expandir a produção

Os planos para o futuro da cervejaria artesanal são de ampliar o espaço de produção. Para isso uma nova planta será montada em local amplo com ótima localização, às margens da BR-470, no bairro Areado, em Ibirama (antiga fábrica da Saxônia Brinquedos). “A previsão é para que a partir do segundo semestre de 2018 já estaremos em plena atividade”.

Atualmente a produção abastece as melhores lojas e bares do segmento da boa gastronomia e cervejas artesanais. “Atuamos na região do Vale do Itajaí, Litoral do estado, além de todo território nacional”.

Junto a cervejaria, no bairro Taquaras, em Ibirama, funciona um ambiente gastronômico onde o frequentador pode degustar a um preço acessível os sete tipos de cerveja produzidos no local: American IPA, Weissbier, Pilsen, Munich Helles, Belgian Blond, Altbier e Witbier.

Marcelo Zemke