Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/ DAV

A espera dos moradores da rua Prefeito Querino Ferrari, que dá acesso ao conjunto habitacional Santa Felicidade, em Pouso Redondo está prestes a acabar. É que o asfaltamento do trecho de 757,5 metros deve ser feito ainda este mês e a previsão de entrega completa da obra com passeios e ciclofaixas é agosto. Até a conclusão, os motoristas devem ter atenção, já que a pista está parcialmente interditada e o trânsito fluindo em pare e siga.

A pavimentação da rua faz parte de um pacote de obras no valor de mais de R$4 milhões. Algumas das ruas contempladas já tiveram ordem de serviço assinada no ano passado, mas devido a alguns problemas que teriam que ser resolvidos antes do asfaltamento da rua Prefeito Querino Ferrari, a ordem só foi assinada em março desse ano. A secretária de Planejamento e Meio Ambiente, Gleisi Gracielli dos Santos, explica que o valor do investimento somente para esta rua é de R$1.967.748,43. “Nesse valor está inclusa a drenagem, pavimentação asfáltica, os passeios, sinalização viária e ciclofaixa. A ordem de serviço desse contrato foi assinada em março de 2020, mas a rua Querino Ferrari foi em março de 2021. A prefeitura tinha uma responsabilidade, fazer melhorias e até porque tem um rio que passa ali então tinha que fazer um enroncamento porque estava desbarrancando e por isso ela iniciou em março desse ano”, esclarece.

O prefeito do município, Oscar Gutz, ressalta que a obra tem grande relevância social. “Esta é uma obra de alto impacto social, que vai melhorar o caminho dos moradores ao conjunto habitacional Santa Felicidade. Além disso, há grande fluxo de veículos porque é a rua de acesso ao distrito do Corruchel”.

Dener Keiner reside próximo à rua há quase 20 anos. Ele avalia positivamente a revitalização e disse que além de melhorar as condições da estrada para os motoristas a obra vai trazer mais conforto para os moradores. “É uma obra bem importante para a cidade, especialmente para a população que vai proporcionar mais conforto, melhorar as condições de limpeza, contribuir para a saúde também e escoamento de produção. São muitos benefícios porque essa rua faz ligação com o interior da cidade e outros municípios”, opina.

O empresário Alex de Souza reside na localidade há oito anos e relata o sofrimento com a poeira e com a lama nos dias de chuva. “Como é uma estrada com muito movimento de caminhões, carros porque é ligação com uma das maiores e mais antigas comunidades da cidade, tem um fluxo muito grande e a gente sofreu muito com a poeira e a lama. Tem pessoas que passam a pé e quando chove muito já vi crianças passando com sacolas nos pés. Esse asfalto vai ligar também às casinhas populares, são mais de 100 famílias beneficiadas. Nós que temos empresas também seremos beneficiados. Eu tenho uma empresa e até agora não conseguia evoluir, fazer loja. Não fazíamos por conta da poeira e agora vai dar certo. É uma das obras mais importantes e mais aguardadas, porque tem um cunho social também”, avalia.

Gleici destaca o bom andamento das obras e disse que embora a empresa tenha um prazo de cinco meses para concluir a pavimentação, pretendem terminar a parte de asfaltamento o quanto antes para dar sequência às outras partes do projeto. “A previsão de entrega é para agosto, mas a empresa pretende asfaltar ainda esse mês, aí depois precisa fazer a parte de sinalização”, comenta a secretária.

O engenheiro da prefeitura, Thiago Esser, diz que agora a empresa está aplicando as camadas de estrutura de pavimento e destaca também o funcionamento do trânsito. “A gente teve um pouco de transtorno pelo fluxo de veículos, tivemos que desviar, mas foi necessário para conseguir agilizar o andamento da obra, porque como ficou interditado eles conseguiram com mais facilidade. Atualmente está parcialmente interditado e embora tenham placas de desvio, alguns motoristas ainda utilizam a via normalmente. O trânsito deve ficar em pare e siga até o final da pavimentação”, finaliza.