Alto Vale, Especial

Reportagem Helena Marquardt/Dav

O Alto Vale teve o primeiro caso de coronavírus confirmado nesta terça-feira (7). A confirmação veio através de um teste realizado em Ituporanga. Um homem de 75 anos, que é morador de Jaraguá do Sul, mas visitou a  família na cidade testou positivo para a doença e depois de ser internado no Hospital Bom Jesus foi transferido para o Hospital de Ibirama onde permanece na UTI. Alguns dos familiares dele também apresentam sintomas e aguardam o resultado de exames para confirmar ou descartar a doença.
A procuradora do município e membro do Comitê de Gerenciamento de Crise e Enfrentamento ao Covid-19, Laura Celarius, afirma que uma reunião foi feita para discutir o caso e que a confirmação exige com que os cuidados sejam redobrados. “O comitê aprovou que os familiares que tiveram contato direto com esse paciente fiquem em isolamento. É uma medida preventiva e inclusive dois dos familiares já estão sintomáticos e coletaram material”, esclareceu.
Ela explica ainda que a decisão é de que três unidades residenciais, duas no bairro Jardim América e outra no bairro Águas Negras, fossem colocadas em regime quarentena e isolamento. “As informações de quarentena, isolamento e prevenção já foram repassadas pela Vigilância Epidemiológica aos familiares assim que o exame deu positivo”, disse.
Laura anunciou ainda que o Executivo já deu andamento na importação de testes rápidos, mas que nesse momento Ituporanga não conta com esse recurso e que a melhor medida é a prevenção através do isolamento social da população. “O Governo do Estado de Santa Catarina havia informado que enviaria testes rápidos para serem utilizados no Hospital Bom Jesus para ampliar a margem de diagnóstico de pacientes suspeitos, contudo esses testes ainda não chegaram no município”, completou.

Transferência para Ibirama

O paciente foi transferido para o hospital DR. Waldomiro Colautti, em Ibirama, pra deixar o leito de isolamento do Hospital Bom Jesus (HBJ) de Ituporanga vago, tendo em vista que a unidade possui mais leitos de UTI disponíveis nesse momento. O diretor do HDWC, Roberto Ferrari, contou que o idoso teria apresentado os primeiros sintomas entre os dias 25 e 26 e o quadro de saúde dele se agravou a partir do dia 4 seguindo para internação e coleta para diagnóstico COVID. “Ele está na UTI em isolamento não necessitando de respiração artificial. E estão sendo administrados os medicamentos conforme protocolo” informou.