Alto Vale
Foto: Arquivo/DAV

 

Jorge Matias

 

Com início no 20 de dezembro, mais uma edição da Operação Veraneio será realizada no estado de Santa Catarina. Vão atuar na operação profissionais das Polícias Civil, Militar e Rodoviária, Corpo de Bombeiros entre outros agentes e 20 policiais militares do Alto Vale também irão integrar o patrulhamento dos 35 municípios de todas regiões do estado que integram a operação.

 

De acordo com o subcomandante do 13º Batalhão da Polícia Militar de Rio do Sul, Egon Ferreira, a primeira fase da operação segue até o dia 16 de janeiro.

 

Ele conta que a ação da Polícia nessa época do ano é de extrema importância para que a segurança da população seja mantida. “Existem cidades que no período de verão, triplicam o número de moradores, por isso a demanda aumenta e os policiais do interior precisam prestar serviço com o objetivo de manter a ordem”, comenta.

 

Redução do quadro

 

A redução no quadro efetivo da Polícia Militar terá reflexo na operação deste ano. Com cerca de 500 policiais a menos em todo o estado, em comparação com 2018, a PM prepara uma versão mais enxuta para o reforço na temporada e agentes de Rio do Sul, Taió, Ituporanga e Ibirama irão participar da ação.

 

Além disso, apenas 35 cidades serão monitoradas nesta edição da Operação Veraneio, enquanto no ano passado foram 65 cidades que receberam patrulhas policiais.

 

Não será possível ainda contar com os agentes do último concurso, que só estarão formados para repor as vagas em julho do ano que vem. No entanto, não há expectativa de abertura de curso de sargentos, o que em anos anteriores, facilitava a transferência temporária de 200 policiais que migravam de outras regiões do estado para o Litoral durante o verão.

 

A corporação está avaliando os números, mas a possibilidade de repetir o modelo dos últimos anos, com a utilização dos sargentos em formação na Operação Veraneio, foi praticamente descartada.