Alto Vale
Foto: Jorge Luiz Sardo

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Augusto Vieira, assinou a Ordem de Serviço para a elaboração de projeto geotécnico de contenção na SC-350, em Imbuia na localidade de Vista Alegre, no trecho da rodovia que dá acesso ao município de Ituporanga. Este é o primeiro passo para o asfaltamento do trecho com cerca de 800 metros que não havia sido pavimentado por causa de um deslizamento no local.

A estrada faz parte de uma rota importante para o escoamento da produção agrícola e industrial da região. No início do mês de fevereiro, o secretário visitou o local junto com autoridades do município e assumiu o compromisso de retomar o trabalho na rodovia. O valor do projeto é de R$121 mil.

No município de Imbuia, o término do asfaltamento é uma reivindicação antiga, já que faz oito anos que a obra foi iniciada. Segundo o vereador Jorge Luiz Sardo (MDB), a demanda foi tema de conversa com o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés e secretário de Infraestrutura. “Faz oito anos que foi feita essa obra ali e não foi terminada. A gente vem cobrando isso dos nossos representantes e no dia 15 de janeiro o prefeito participou de uma audiência com o deputado Jerry Comper e o governador Carlos Moisés, onde foi apresentado ao governador a situação dessa rodovia e o governador prontamente atendeu ao pedido e passou para o secretário de Infraestrutura Thiago Vieira para que fosse feita uma capa asfáltica no trecho. No dia 12 de fevereiro o deputado Jerry e o secretário de Infraestrutura estiveram no município vendo a situação de perto. No mesmo dia, o secretário nos passou que seria assinada a ordem de serviço para elaboração do projeto e que após a conclusão do projeto que deve ficar pronto em aproximadamente três meses seria realizada a licitação para execução da obra”, afirma.

Stefano Drabzinski é responsável por uma empresa de transporte coletivo e apesar de não utilizar o trecho todos os dias, considera o término essencial para dar condições ao escoamento de produtos. “Quando fazíamos viagens de turismo para Florianópolis nós passávamos por esse caminho porque é bem mais perto. É muito importante o término do trecho, porque por lá passam os carros da Saúde, as carretas que passam com cimento, tudo passa por ali e apesar de ser um trecho pequeno era muito ruim mesmo, tinham pedras saltadas, para descer com automóvel precisava passar na primeira marcha para não bater o fundo do carro. É um problema grande para todo mundo, pois queira ou não queira todos precisam passar por ali. As nossas linhas de ônibus não passam, mas há um grande fluxo de veículos”, comenta.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura, contratação e conclusão do projeto deve ser concluído em cerca de 90 dias. E só depois será realizada uma licitação para execução da obra de asfaltamento, que é tão aguardada e marcará o término da obra.