Cidade, Política
Foto: Arquivo DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

O expediente na prefeitura de Aurora será realizado até a próxima sexta-feira (18). Depois dessa data somente serviços essenciais seguirão em funcionando em plantão até o início de janeiro. O anúncio foi feito pelo prefeito Alexsandro Kohl, o Xandão, em entrevista ao Jornal Diário do Alto Vale.

Na entrevista ele explicou que áreas como a saúde seguem atendendo, especialmente a tenda da Covid, que segue aberta para receber casos suspeitos. O setor de obras também vai atender em regime de plantão com serviços considerados essenciais. O setor administrativo trabalhará por mais alguns dias para fechar as contas do município.

O prefeito falou ainda sobre a avaliação que faz do seu primeiro governo. E afirmou que nos três anos de mandato, depois de ter assumido a prefeitura quando o prefeito eleito foi cassado, já pagou cerca de R$ 2 milhões em dívidas, um valor alto para um pequeno município como Aurora. “A nossa maior dificuldade era financeira. Na prefeitura é igual é a vida de qualquer um. A gente só pode gastar até um limite para conseguir pagar. Sei que com esse dinheiro poderia ter feito muita coisa, mas ainda assim conseguimos fazer muito, a exemplo do alargamento das estradas porque sei da dificuldade do produtor. Eu tinha que pagar, contar e fazer acontecer”, comentou.

Ele disse que quando assumiu a prefeitura não se sentia preparado, mas logo ganhou experiência e com a ajuda de todos os servidores acredita que conseguiu governar bem o município. “A prefeitura é diferente da empresa privada. O prefeito é o funcionário do povo e tive que aprender muitas coisas, mas acredito que fiz muito bem, e por isso a população me reelegeu”, opinou.

Para o próximo mandato, a intenção é pavimentar as quatro serras do município: serra do Chapadão, Chapadão Nova Itália, Nova Itália e Ribeirão Pacas, além de continuar investindo em outras obras importantes e especialmente na saúde.

Questionado sobre os nomes dos secretários, Xandão ressaltou que ainda estão sendo definidos e que uma reunião nesta semana vai discutir o assunto, mas garantiu que não prometeu cargos e que só quem tem a competência necessária vai ficar no cargo. “Se um dia precisar trocar vamos trocar, não tenho promessas de emprego para ninguém”, disse.