Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

A Associação de Tênis de Mesa de Pouso Redondo (Atemepre) tem muito o que comemorar. É que duas atletas foram convocadas para a Seleção Brasileira para disputar o Campeonato Sul-Americano U11 e U13, entre os dias 7 e 12 de junho, em Salta, na Argentina.

As atletas Tainara Heidrich e Isabela Paterno foram convocadas para a Seleção Brasileira. Depois de Laira Silva, que foi convocada nos anos de 2016, 2017 e 2018, a Atemepre volta a ter atletas representando o país em competições internacionais. Segundo o criador do projeto, Vinicius Grunfeltd, a notícia foi recebida com grande alegria.
“Defender o Brasil é o maior sonho de qualquer atleta e a oportunidade só foi possível graças ao apoio da Prefeitura Municipal, das empresas que nos patrocinam e das pessoas que torcem por nós e se orgulham conosco”, afirma.

Para ele, após quase 15 anos da criação da Associação, a convocação é como um presente. “A satisfação é muito grande porque a gente percebe que está no caminho certo. As convocações chegaram em um momento que estamos prestes a completar 15 anos de existência e como fui eu que criei o projeto, fico surpreso. Apesar de ter criado e feito parte desde o início, muitas pessoas passaram pelo projeto e contribuíram muito, atletas, ex-atletas, empresas que já nos patrocinaram, patrocinam, prefeitura, pessoas que fizeram parte da diretoria do clube, que ajudaram de alguma forma a deixá-lo tão consistente e que está nos levando a esses resultados”, destaca.

Vinícius ainda diz que o foco sempre é a Associação, para mostrar às pessoas que é possível mudar a vida através do esporte. “A gente preza pelo clube e isso tem dado resultado e essas convocações simbolizam para a comunidade o quanto a gente está tentando contribuir para a transformação das pessoas e da cidade, esse é o nosso objetivo, através do esporte tentar melhorar a vida das pessoas aqui de Pouso Redondo”, ressalta.

Por fim, ele declara que todos estão felizes e que já se preparam para o novo desafio. “Todos nós da Atemepre estamos muito felizes, principalmente as atletas, porque além de jogar, elas vão ter uma experiência incrível, conviver com outros atletas da seleção, que já conhecem, mas ainda não formaram a equipe, vão conhecer técnicos diferentes, outra cultura e isso é uma grande alegria para nós”, completa.