Alto Vale, Política
Foto: Albanir Junior

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

O processo de configuração das urnas eletrônicas em todo país é muito importante para garantir o bom funcionamento dos dispositivos no dia da eleição. Em Rio do Sul uma audiência pública será marcada para inserção dos dados dos candidatos ao pleito municipal.
De acordo com a chefe de cartório da 26ª Zona Eleitoral, Cleidiane Sevegnani Adami, as urnas chegam totalmente limpas, e existe um processo para inserir informações. O primeiro passo é testar todas as urnas para depois marcar uma audiência pública. “O primeiro ato que a gente faz em relação às urnas é testá-las, testar todos os dispositivos que são importantes para o dia da votação, como a testagem da bateria, do teclado, bobina da impressora que vai imprimir o relatório da votação, então tudo isso é testado antes, para depois marcar uma audiência pública”, explica.
Cleidiane ressalta que qualquer pessoa ou associação pode participar da audiência que deve ter uma longa duração, na qual será realizada a preparação das urnas e que todas precisam ser configuradas no mesmo dia. O trabalho será desenvolvido pelos servidores do cartório e técnicos de urna contratados para essa finalidade. Ao todo são seis pessoas. “Seria a inserção de dados dos candidatos aqui de Rio do Sul que foram considerados aptos à votação, aptos a concorrer ao pleito municipal, os dados serão inseridos e as urnas ficam todas preparadas para a eleição”, esclarece.
Além dos testes e da audiência pública, outras tratativas sucessivas são feitas para garantir a segurança. “São feitas outras testagens para garantir a segurança da votação, como por exemplo, testá-las novamente para ver se estão funcionando bem até o dia da eleição e existe também uma auditoria que pode ser feita em que a gente vai separar algumas urnas e vai colocar à disposição da sociedade, OAB, entidades para que eles visualizem como funciona uma votação, para ver se está tudo certo e garantir que realmente não haja nenhuma possibilidade de inserção fraudulenta de dados”, argumenta.

Chegada das urnas em Rio do Sul

Em Rio do Sul tanto no Cartório da 26ª Zona Eleitoral, quanto no cartório da 102ª da Zona Eleitoral, as urnas chegaram em 31 de agosto. A cidade recebeu 158 dispositivos para serem distribuídos nos 29 locais de votação. “A gente já teve a chegada das urnas no dia 31 de agosto, mas elas chegam completamente limpas, sem nenhum arquivo de dados porque 31 de agosto ainda não havia acontecido o registro de candidaturas”, completa.