Cidade
Divulgação

 

Luana Abreu

 

Quase nove mil atendimentos médicos foram realizados a mais em 2019 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rio do Sul comparado ao mesmo período em 2018. O aumento considerável, que pulou de quase 44.719 mil para 53.535 mil atendimentos, segundo a Prefeitura de Rio do Sul, é justificado pelo aumento da população e a vinda de pessoas, que, mesmo morando em outras cidades, conseguem um endereço de domicílio no Alto Vale, e obtém o direito de serem atendidas.

 

De acordo com a secretária de saúde de Rio do Sul, Sueli de Oliveira, isso vem ocorrendo com bastante frequência.

“Hoje em dia é muito fácil conseguir um comprovante de residência daqui. Isso com certeza justifica o aumento de atendimentos”, explica.

 

A expectativa para 2020, é que o número de atendimentos diminua, já que a pasta vem estudando formas para que esse tipo de situação não ocorra mais.

“Se tiver alguém na cidade de passagem, e essa pessoa precisar de serviço médico, nós não vamos negar. O que não podemos é continuar atendendo pessoas que são de outras cidades e que sempre vêm até Rio do Sul, porque tem o endereço fixo aqui”, comenta.

 

Uma das alternativas para diminuir a demanda da UPA, foi a contratação de mais médico para atuar na Policlínica. Além disso, segundo a secretária de Saúde, um terceiro consultório médico será aberto na UPA ainda neste ano.

 

Os atendimentos da UPA são somente para casos de urgência e emergência. Em 2019, a Unidade também iniciou os atendimentos odontológicos. Pacientes que tiveram alguma complicação fora do horário de atendimento das Unidades Básicas de Saúde ou aos finais de semana, podem se dirigir até o local.

“Temos dentistas atendendo em período integral, aos finais de semana, feriados, depois das 18 horas. Quem precisar de atendimento de urgência e emergência, é só se dirigir até a UPA”, pontua Sueli.

 

A secretária afirma ainda que todas as Unidades Básicas de Saúde de Rio do Sul têm médicos. Neste sentido, pacientes que sofrem de alguma doença crônica, devem procurar atendimento nos postos de saúde, para dar mais agilidade aos pacientes da UPA.