Alto Vale
Foto: Arquivo/DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Aurora já tem transmissão local de dengue. A informação foi confirmada pela Vigilância Epidemiológica do município que revelou que em um paciente a doença já foi confirmada e existem ainda outros casos suspeitos aguardando o resultado de exames.

A confirmação do primeiro caso positivo de dengue no município ocorreu na semana passada como explica a enfermeira Ana Paula Sebold Zimmermann, responsável pela Vigilância Epidemiológica. “O paciente é um senhor de aproximadamente 50 anos que mora numa localidade do interior e teve o diagnóstico positivo para a dengue. A pedido da Secretaria de Saúde do Estado fizemos uma nova coleta de sangue que foi encaminhada a um laboratório conveniado do Lacen para realização da contraprova e aguardamos esse resultado”, disse.

A enfermeira comenta ainda que o que chama a atenção no caso é que o paciente não viajou para nenhuma área que registra infestação do mosquito ou muitos casos de dengue, então se a doença for confirmada realmente na contraprova pode ser o primeiro caso autóctone do Alto Vale, ou seja a pessoa não trouxe a doença de outro local, a transmissão ocorreu na própria cidade.“Isso nos traz uma grande preocupação porque estamos encontrando focos com a larva e podemos ter o mosquito aqui na cidade. Já temos a doença e consequentemente podemos ter um aumento no número de infectados”, alerta.

Ela conta que há outros três casos suspeitos de dengue que aguardam resultado de exames, mas alguns desses pacientes viajaram para áreas de transmissão comunitária e nesse momento as autoridades de saúde estão focadas em conscientizar a população e pedindo que cada morador faça sua parte. “Alertamos a população que só ocorre a dengue se tivermos proliferação do mosquito Aedes aegypt então pedimos que os moradores mantenham os cuidados nos seus lares, evitando o acúmulo de água, mantendo calhas limpas, caixas de água fechadas e piscinas tratadas, nenhum recipiente que possa acumular água”.

Para a enfermeira a situação da covid já tem levado o sistema de saúde ao colapso e um possível surto de dengue agravaria ainda mais a situação. “Já temos o coronavírus e outras doenças então imaginem passar por um surto de dengue nesse momento. Lembrando que os sintomas são parecidos com os da covid e até da leptospirose, como dor aguda nas articulações, dor na região dos olhos e cabeça, vômito e diarreia, então fica mais complicado para o profissional de saúde identificar e fazer o diagnóstico. Se o paciente sentir qualquer um desses sintomas deve procurar a unidade de saúde”, conclui.