Política
Foto: Divulgação

Reportagem: Cláudia Pletsch/DAV

As eleições municipais acontecem em todo o país no dia 15 de novembro, e com a proximidade da data surgem as dúvidas dos eleitores quanto a segurança, higiene e normas para votação. Uma das mudanças anunciadas para 2020 é que a biometria, que foi exigida pela Justiça Eleitoral nos últimos anos, não será utilizada na votação. Essa é uma das medidas anunciadas para prevenção ao coronavírus.

A chefe do 26ª Zona Eleitoral de Rio do Sul, Cleidiane Sevegnani Adami, explica que nessas eleições será utilizada a forma antiga de votação, com título e documento em mãos. “Nesse ano por conta da pandemia o Tribunal Superior Eleitoral definiu que não é necessária a biometria para votar, então quem já fez não terá a biometria coletada no momento da votação pois é um contato a menos que o mesário vai ter com o eleitor, e quem não fez vai votar regularmente. Isso tudo é para evitar que os trabalhadores tenham que pegar na mão do eleitor e também para que não fique em contato com a máquina biométrica todo mundo que for votar”, esclarece.

Além da não exigência da biometria, a urna eletrônica também terá que ser tocada por milhares de mãos na hora de digitar o número do candidato, e por isso Cleidiane revela que algumas normas de higiene foram estabelecidas e devem ser cumpridas durante a votação. “A gente já recebeu a instrução e o protocolo vai funcionar da seguinte forma: o eleitor entra na seção e deverá passar álcool em gel na mão, ou seja, quando ele for digitar na urna ele já estará com a mão higienizada, e quando ele sair vai ter que passar álcool em gel novamente. Então ninguém vai encostar na urna sem estar com as mãos higienizadas”, conta.

Além da higienização das mãos algumas opções de horários também foram pré-estabelecidas pela Justiça Eleitoral. No período da manhã, das 07h até às 10h a preferência será para a votação de idosos, e Cleidiane diz que é importante respeitar esse horário. “É muito importante que o eleitor respeite o horário. Das 07h às 10h da manhã será preferencial para pessoas idosas, então pedimos para não ir de manhã nesse horário para respeitar se não terá que ficar esperando para votar, pois vamos atender primeiro os idosos, e vamos pedir também que os idosos deem preferência para ir nesse horário. Além disso se cada um puder levar sua própria caneta já é uma coisa a menos para ser higienizada, e tem também o documento que pode ser levado no celular mesmo”, justifica.

Segundo Cleidiane em Rio do Sul cerca de 46% dos eleitores fizeram a biometria, e no município são cerca de 50 mil eleitores aptos a votar.

Para baixar o aplicativo e-título no celular basta acessar a loja de aplicativos no Android e IOS e baixar gratuitamente.