Alto Vale, Segurança

A semana foi de muitos percalços e trabalho nos municípios do Alto Vale do Itajaí. Poder Público e população atuaram em conjunto para evitar maiores desastres neste período de fortes chuvas e cheias nos rios. E, como em diversos momentos difíceis, algumas pessoas acabam fabricando e espalhando informações equivocadas e por vezes até mesmo mal-intencionadas. Em tempos de comunicação difundida e instantânea pelas redes sociais, estes dados inverídicos se espalham e provocam alarde, dificultando ainda mais a atuação dos órgãos competentes.

As mesmas redes sociais que têm colaborado na defesa da população, alertando de hora em hora as condições em cada cidade, locais de abrigo, estradas fechadas e outros dados relevantes, acabaram circulando que havia ocorrido na barragem de Taió um problema com o canal extravasor, que segundo a falsa informação, teria sido aberto pela Defesa Civil do Estado e estava descontrolado. A irresponsabilidade ainda dizia que uma secretaria do Município, não identificada no áudio, precisaria ficar em alerta para prestar os primeiros socorros.

É importante que o cidadão fique atento às informações publicadas nas páginas oficiais da Defesa Civil das cidades, do Estado e das prefeituras municipais, como mostra a publicação da Defesa Civil de Taió, que explica o fato antes mesmo da abertura do canal. “A Defesa Civil do Estado irá operar a barragem a fim de manter o nível do rio próximo à cota de emergência. A Defesa Civil Municipal de Taió não realiza a operação da Barragem Oeste, sendo a operação realizada pela Defesa Civil do Estado”, contava a nota oficial.

Já na página da Defesa Civil estadual, existem informações ainda mais detalhadas. “De acordo com o secretário-adjunto da Defesa Civil de Santa Catarina, Fabiano de Souza, a manobra de abertura do canal extravasor em três metros na barragem de Taió e fechamento de comportas, visa reduzir o volume de água de contenção do reservatório. A previsão meteorológica para a semana que vem é de muita chuva, o que exige o aumento do poder dos reservatórios”, relatou a assessoria.

O conteúdo ainda reforça a necessidade de se apurar dados e informações de fontes confiáveis, e ignorar boatos espalhados de forma irresponsável. “Entretanto, as águas no centro de Taió, e consequentemente todas as cidades abaixo, não subirão da forma como está sendo cogitado em algumas discussões. Os moradores devem confiar na Defesa Civil e manterem-se atentos às cotas oficiais já informadas durante os últimos dias”, concluiu a Defesa Civil estadual.

O secretário da Defesa Civil estadual, Rodrigo Moratelli, que esteve na quinta-feira (1º) em Rio do Sul para explicar diversos pontos de toda a operação de contenção de riscos, falou sobre este problema recorrente nesses períodos. “Nós pedimos para que sigam os alertas oficiais, tanto Estado quanto Município estão trabalhando de forma integrada para que possamos minimizar os impactos […] em momento de crise surgem fofocas, vamos começar a melhorar nossa gestão e não piorar”, disse Moratelli.

 

Recomendações da Defesa Civil SC

Alagamentos/Inundações: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Deslizamentos de terra: deve ser observado qualquer movimento de terra ou rochas próximas à residências, inclinação de postes e árvores, e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal pelo 199 ou o Corpo de Bombeiros pelo 193.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal da Defesa Civil, através do telefone de emergência 199, ou para o Corpo de Bombeiros no número 193.

 

Previsão para os próximos dias

Segundo a Epagri/Ciram, a expectativa para este sábado é de sol com algumas nuvens, com mínima de 11º e máxima de 17º. O domingo será de alerta pela volta da chuva no Alto Vale, tendo mínima de 12º e máxima de 18º. Segunda-feira o céu fica encoberto e a chuva permanece.

Airton Ramos