Política
Divulgação

 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez uma avaliação ponderada de seu primeiro ano de gestão e deu nota 7 ao próprio Governo.

“Eu vou ser modesto. Eu acho que sete. Se não fizemos mais é porque faltou, talvez, uma melhor articulação nossa com algum setor da sociedade, (houve) inexperiência de alguns ministros”, disse em entrevista a um programa do SBT.

 

Bolsonaro demonstrou otimismo em relação ao próximo ano e  apostou que vai melhorar o desempenho com a atuação de uma equipe em sintonia.

“Quem joga, quem entra em campo são eles, eu sou técnico do time de futebol. Agora, estamos perfeitamente afinados e creio que nós podemos pegar uma nota 8 em 2020”, analisou. 

 

Na conversa de uma hora com o jornalista Fernando Rodrigues, o presidente ressaltou números positivos da economia e descartou com veemência a venda da Caixa e do Banco do Brasil. O presidente também falou das eleições de 2020 e da corrida presidencial de 2022, entre outros temas. A respeito da própria saúde mandou um recado à população:

“estou bem, graças a Deus”, concluiu.