Alto Vale, Esporte
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa

Com mais de 10 anos de atuação, o Bonfort Potiguar de Rio do Sul disputa os jogos da Federação Catarinense de Futsal e após três derrotas no campeonato, equipe se prepara para enfrentar Blumenau na próxima semana. Apesar dos resultados não indicarem boa fase, o supervisor do time diz que tudo está dentro do planejado já que o objetivo seria preparar atletas para a edição do ano que vem.

Segundo Márcio André da Rosa, o campeonato estadual sub-17 da Federação Catarinense de Futsal conta com seis equipes em dois grupos diferentes e alguns jogos já foram realizados. “O nosso grupo é a Bonfort Potiguar, equipe de Blumenau e também a de Criciúma. No outro grupo tem a equipe do Joinville, São Miguel do Oeste e Balneário Camboriú. Então a gente já realizou três jogos e ainda tem mais um por fazer. O primeiro turno foi na cidade de Blumenau, jogamos dois jogos: um contra a Apama e outro contra o Criciúma e o segundo turno foi em Criciúma e acabamos perdendo”, conta.

O clube de Rio do Sul não apresentou bons resultados em relação ao saldo de gols, no entanto, esses jogos foram segundo Márcio, uma forma de preparar os atletas para o próximo ano. “Os dois primeiros jogos em Blumenau fomos derrotados com uma margem expressiva de gols e fomos a Criciúma, conseguimos equilibrar fazer um bom jogo, perdemos de 3 a 1, mas foi um jogo muito equilibrado. Se for ver em termos de resultado não é uma boa fase, mas está dentro do nosso planejamento porque sabíamos que seria uma competição dura pelo fato dos atletas estarem com idade abaixo do que seria a categoria da competição. O nosso intuito esse ano foi dar rodagem para eles, dar jogo para ano que vem esse mesmo grupo estar apto a disputar a categoria sub-17. O projeto visa mais o ano que vem, dar rodagem para eles porque foram poucos jogos e a gente precisava aproveitar para jogar. Ano que vem quando as coisas normalizarem a gente estará com uma equipe bem montada, com atletas com experiências em jogos oficiais para encarar o próximo campeonato”, justifica.

O supervisor esclarece também que para a realização dos jogos existem muitas regras a serem seguidas, principalmente durante a pandemia e passando por parte dos protocolos sanitários, a equipe de Blumenau identificou seis casos de covid-19, por isso o jogo que teria acontecido na semana passada, aguarda data para realização. “Na quarta-feira (11) a gente teria tido um jogo contra Blumenau, só que Blumenau a equipe fez um teste de covid-19 no dia anterior como protocolo e seis atletas testaram positivo, então esse jogo foi adiado para a próxima semana em Rio do Sul, mas ainda não há um dia definido”, explica.

Márcio conta que o clube já tem mais de 10 anos de formação e que tudo começou com o futsal adulto na região. Depois de um tempo a equipe teria migrado para as categorias de base. “De lá para cá já participamos de várias competições a nível estadual, regional e municipal e até nacional. Conseguimos somar um grande número de títulos que foi fazendo com que o projeto crescesse. Nos dois últimos anos disputamos a Liga Catarinense, nesses dois anos tanto na categoria sub-14 , quanto na categoria sub-16, a gente alcançou a terceira colocação chegando até as semi-finais. Esse ano o projeto era disputar a liga sub-16, porém com a pandemia acabou mudando todo o planejamento e competições. A liga acabou não sendo realizada e optamos por disputar o estadual da Federação Catarinense no sub-17. Além de ser um ano complicado por não poder jogar na nossa categoria, estamos enfrentando equipes que se reforçaram bastante na disputa”, finaliza.