Alto Vale
Foto: Alan Garcia/DAV

Reportagem: Rafaela Correa /DAV

A BR-470 é alvo de reclamações frequentes em razão da pavimentação em determinados pontos. A fim de melhorar a qualidade da rodovia, cerca de R$900 mil serão investidos no trecho de quase 1 quilômetro para remoção e colocação de nova camada asfáltica. A previsão de término para a obra é dezembro e até lá o trânsito deve funcionar em sistema “siga e pare”.

Segundo informações repassadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) de Rio do Sul, as obras consistem em uma restauração do pavimento entre o km 147 e 148. Ainda de acordo com o DNIT, o trecho passará por fresagem, que consiste na remoção da camada superior que estaria comprometida, recomposição da camada e mais um reforço acima com material chamado CBUQ, revestimento bastante utilizado nas rodovias.

Para Carina Brandl que utiliza o trecho diariamente para ir até o trabalho, em Rio do Sul, a manutenção é importante. “O trecho estava bem ruim, muitos buracos e não tinha mais como desviar deles. Essa obra vai evitar também os estragos do carro, desgaste dos pneus e vai até impactar na segurança de quem passa por lá”, comenta. Ela diz ainda que passou pelo local nesta segunda-feira (23) e que apesar das obras de manutenção, o trânsito fluía bem.

Questionada sobre revitalização de outros trechos, a assessoria de comunicação do departamento informou que existem avaliações, mas que até o momento não há nenhuma outra confirmação.

Obras em Lontras e Ibirama

Há alguns meses foram anunciados reparos também em trechos da BR-470, nos municípios de Ibirama e Lontras. De acordo com o DNIT de Rio do Sul, em Ibirama a pavimentação já foi concluída, mas ainda faltam serviços de drenagem. Já em Lontras, ainda de acordo com o DNIT de Rio do Sul, os trabalhos não foram concluídos, no entanto alguns detalhes estão sendo adequados para que o trecho seja entregue.