Cidade
Foto: Carolina Ignaczuk/DAV

As crianças que são atendidas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rio do Sul agora contam com uma área repleta de livros, brinquedos e materiais como lápis de cor e giz de cera. A brinquedoteca está localizada na sala de observação da unidade, e tem como objetivo distrair os pequenos pacientes enquanto eles tomam alguma medicação ou aguardam os resultados dos exames.

A ideia de criar um espaço para as crianças surgiu do grupo de enfermeiras da UPA, que contou com a ajuda do vereador James Rides da Silva (PSD) para viabilizar o projeto. De acordo com uma das enfermeiras responsáveis pela iniciativa, Geovana Erthal, os brinquedos foram doados pela Assistência Social, Unidades Básicas de Saúde, e por outras pessoas que quiseram ajudar. “A gente tinha alguns livrinhos na UPA, e só. As crianças ficavam ali e aquele trauma ia aumentando, então, surgiu a ideia de criar uma brinquedoteca, e daí fomos até o James pedindo apoio”, explica Geovana.

Segundo a enfermeira, há um número grande de crianças que são atendidas na UPA, e muitas delas precisam ficar na sala de observação após tomar alguma medicação, ou para aguardar o resultado dos exames que são solicitados. “Muitas vezes, quando são solicitados exames, são duas ou três horas até o resultado sair. Então, as crianças ficavam ali na observação e era tudo branco, não tinha nada que pudesse alegrar ou tirar o trauma de uma picada de agulha, ou de uma medicação que tenha sido feita”, ressalta.

Para o vereador James, a existência de uma brinquedoteca facilita o atendimento às crianças e aproxima funcionários e pacientes. “Na minha formação militar, a gente tem muito contato com o APH [Atendimento Pré-Hospitalar] e conhece o trabalho tanto de pronto-socorro, quanto das técnicas de enfermagem. E nós possuímos brinquedos dentro da ambulância do Corpo de Bombeiros, porque as crianças, quando estão com alguma coisa que é familiar a elas, aceitam mais o atendimento, principalmente médico e aquele que é prestado pelas equipes de enfermagem”, afirma.

Após saber do projeto das enfermeiras da UPA, o vereador conta que pediu ajuda aos parceiros da Câmara de Vereadores e todo mundo contribuiu. Segundo ele, o investimento todo não passou de R$ 250. “É um investimento muito baixo, mas de um retorno enorme. Muitas vezes você fica tentando idealizar uma coisa de grandes proporções para atender a comunidade, e são gestos como esses que acabam dando o efeito que ninguém espera”, declara.

James ainda adianta que o intuito também é criar brinquedotecas em Postos de Saúde de Rio do Sul, para que todas as crianças tenham um espaço para brincar enquanto aguardam atendimento, medicações ou resultados de exames. “Nós vamos iniciar pelo bairro Canta Galo, está sendo apresentada a proposta. Quem sabe daqui a pouco possa ter em todos os Postos de Saúde um cantinho lúdico para a criança diminuir e amenizar o trauma do atendimento”, conclui o vereador.

Carolina Ignaczuk