Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

A campanha eleitoral da OAB catarinense está sendo uma das mais disputadas da história da seccional, já que pela primeira vez conta com quatro chapas. Para convencer os advogados, elas têm percorrido todas as regiões e apresentado suas propostas. Nesta quarta-feira (10) foi a vez do candidato a presidente, Hélio Brasil visitar Rio do Sul. Na cidade destacou que a sua principal bandeira é resgatar a credibilidade e o protagonismo da entidade.

O pleito ocorre no próximo dia 25 de novembro e cerca de 31,7 mil advogados de Santa Catarina estão aptos a votar. Só no Alto Vale são cerca de 2.500. Pela primeira vez a eleição será híbrida, com voto online ou nas sedes das subseções da OAB.

Em entrevista ao DAV Hélio afirmou que na capital do Alto Vale teve reuniões com advogados, um almoço e visitas a escritórios e que está confiante para o pleito já que já foi candidato a presidente da OAB/SC em 2018 e perdeu por poucos votos. “Esse projeto já vem de três anos atrás quando por muito pouco não fomos vencedores. Então os colegas pediram para que eu continuasse essa caminhada. Percorri o estado todo, ouvi as críticas, sugestões e opiniões e construímos o nosso plano de governo”.

Ele diz que o principal compromisso da chapa 1 é a independência, já que a OAB precisa dialogar com todos os poderes, mas não pode se curvar para nenhum deles. Outra bandeira, segundo Hélio, é o resgate da credibilidade da Ordem. “Em todo lugar que vamos os colegas falam que a OAB perdeu seu protagonismo e sua credibilidade e precisamos resgatar isso. Hoje em dia para falar assuntos importantes chama-se blogueiros, digital influencers, inclusive para temas jurídicos e a OAB fica em segundo ou terceiro plano”.

Outra bandeira seria o apoio ao jovem advogado, pequenos e médios escritórios. “Esses são os que mais precisam da instituição. Nós que já estamos há algum tempo no mercado estamos estabilizados, mas o jovem precisa da sua instituição para ajudá-lo na profissão”, completa.

Questionado se a disputa entre quatro chapas seria mais acirrada o candidato afirma que um número maior é sempre melhor para a democracia, mas garante que somente a dele seria uma chapa de oposição. “Temos duas chapas que foram cisão da situação, de uma disputa de poder e a outra chapa é partidária, o que não concordamos porque entendemos que a OAB precisa ser apartidária, o partido da OAB tem que ser o advogado”, finaliza.

Conheça as quatro chapas

Hélio Brasil concorre pela Chapa1. O advogado já foi conselheiro estadual da OAB-SC e conselheiro federal da OAB e é apoiado pelo ex- presidente Paulo Roberto Borba.

À frente da chapa 2 está a advogada Vivian De Gann, integrante de comissão da seccional catarinense, apoiada pelo ex-presidente e conselheiro federal Tullo Cavallazzi Filho, que rompeu com o grupo de situação.

Gabriel Kazapi, ex-candidato a vice-prefeito de Florianópolis pelo Partido dos Trabalhadores, é o candidato à presidência da seccional pela chapa 3.
A atual presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Santa Catarina, Cláudia Prudêncio, é a candidata à presidência da seccional pela chapa 4 e conta com o apoio do atual presidente da OAB-SC, Rafael Horn.