Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

A Casa da Amizade de Rio do Sul comemorou no sábado (21) 57 anos de fundação. O aniversário foi celebrado com um lanche no Café Elaini que contou com a participação de muitas associadas.

A associação Casa da Amizade, de finalidade filantrópico-assistencial, teve como fundadora a Maria José Stramosk e hoje conta em seu quadro social com 20 sócias efetivas, uma sócia colaboradora, 17 sócias beneméritas e cinco sócias honorárias.

Segundo a vice-presidente, Telma Heloisa Baptista Baumgarten, em 1964 quando foi formado, o grupo tinha como objetivo auxiliar gestantes, crianças, idosos e famílias que estivessem em situação de vulnerabilidade social. “Mas com o passar do tempo às associadas foram se adequando a novas ações e cenários adotando outras estratégias para o atendimento das necessidades da comunidade”, lembra.

Ela comenta que hoje as ações da Casa da Amizade giram em torno de projetos filantrópicos bastante significativos e voltados a diversas áreas, não mais somente a questão assistencial. Ao todo são cinco projetos permanentes.

O projeto Pró-gestante/ Bebê que é realizado em parceria com o Fundo da Infância e da Adolescência (Fia) e do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) contempla a distribuição de enxovais para mães que não tem condições de comprar os itens necessários ao recém-nascido.

O vez e voz trabalha as perspectivas do adolescente em espaços decisórios e mundo do trabalho com adolescentes de 12 a 18 anos que vivem no Lar da Menina e participam de oficinas ministradas pelo Senac.

Outro projeto é O Inverno Aquecido que é voltado ao atendimento a pessoas em situação de rua. Já o Socorro Urgente atende casos de vulnerabilidade da comunidade em geral. O Falando de Emoções e Sentimentos tem como público alvo os participantes do grupo “SER VIVER” em parceria com a Assistência de Saúde do município.

No aniversário ela comentou ainda que o momento é de agradecimento a todos que colaboram com a associação. “Neste aniversário, queremos agradecer à toda comunidade de Rio do Sul, ao poder público municipal, à Secretaria de Assistência Social, em especial ao CMDCA que através dos recursos do FIA, acreditou na associação e a todos que direta ou indiretamente contribuíram para que os objetivos da instituição fossem alcançados”, conclui.