Cidade

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

O Dia dos pais se aproxima e a expectativa dos comerciantes cresce. A comemoração no dia 09 de agosto é importante para o aumento das vendas no comércio. Segundo a CDL de Rio do Sul, várias ações para promover o comércio local estão em andamento e todo o planejamento anual teve que ser pensado novamente com a pandemia.

Questionado sobre as ações de incentivo ao comércio durante a pandemia em Rio do Sul, o presidente da CDL, Francisco José Cardoso fala sobre a reformulação do planejamento anual. “A CDL vem fazendo várias ações durante o ano para promover o comércio local. Nós fomos acometidos pela pandemia e muitas das ações foram reformuladas. No dia dos pais nós teríamos, agora no primeiro dia de agosto, o sábado especial que é o segundo sábado feliz, mas como em julho tivemos uma queda drástica nas vendas e um indicador são as consultas no sistema SPC que teve um déficit de 21% aqui em rio do sul. Foi decidido então em um café virtual, não divulgar o sábado especial. Somente o sábado feliz, que será no dia 08 de agosto”, disse Francisco José Cardoso.

Vender pela internet pode ser uma alternativa para manter as vendas e garantir a segurança dos clientes. Em Rio do Sul, a CDL está investindo em um “shopping virtual” para que os lojistas possam manter as vendas neste período. “Estamos trazendo o Marketplace, uma vitrine virtual, que é um começo para quem não está vendendo online, sem custo nos primeiros três meses, uma espécie de degustação nesse meio virtual, a loja vai se cadastrar, cadastrar o produto, valores, vai se responsabilizar pela entrega e recebimento dos pagamentos”, explica Francisco.

Segundo o presidente da CDL, algumas parcerias já estão sendo fechadas na cidade. “Estamos fechando várias parcerias aqui na cidade para o desenvolvimento do comércio. Fizemos o Mega Ofertas em julho, que foram dois dias de queima de estoque. Estamos fazendo sempre o que os decretos permitem. O planejamento já está fechado para 2020.”, ressalta.

Para Lorita da Silva que trabalha no ramo de joias, a procura por itens masculinos aumentou. Questionada sobre as vendas online, ela responde que o público da loja ainda prefere ver a peça de perto. “Eu acredito nas vendas online, mas o bom é a pessoa ver a mercadoria. Acho que o nosso público ainda prefere ver o que está comprando”, destaca.

Pesquisa aponta impactos da pandemia

Mesmo com todos os impactos trazidos pela pandemia da Covid-19, o Dia dos Pais será celebrado com presente por 69% dos brasileiros. É o que mostra uma pesquisa feita pelo Meliuz.

Dentre os que vão presentear na data, a maior parte (36%) pretende gastar entre R$ 51 e R$ 100. Ainda segundo a pesquisa, mais da metade das pessoas que pretendem presentear (51%) devem optar por comprar roupas para os pais. A categoria Acessórios e Calçados ficou em segundo lugar (28%) nas escolhas, seguido de itens Eletrônicos e de Informática (25,1%), Perfumes e Cosméticos (22,18%) e Celulares (15,9%).

Entre os respondentes, 79% pretendem fazer a compra do presente, exclusivamente, em lojas online – sendo que destes, 94,7% vão receber o pedido em casa e apenas 5,3% devem retirá-lo em uma loja física. Já os demais, apenas 11,7% devem comprar o presente em lojas físicas ou online e 8,4% vão optaram por fazer compras apenas em lojas físicas.