Cidade
Foto: Divulgação

Cláudia Pletsch/DAV

Cerca de 2 mil quadros são fabricados mensalmente por dependentes químicos atendidos pela Casa Terapêutica Pedra Branca no bairro Valada São Paulo, em Rio do Sul. O projeto criado em 2012 com o objetivo de ajudar quem tem dependência química e depressão hoje atende cerca de cinco pessoas e fornece tratamento gratuito, além de emprego diretamente no local, trabalhando na confecção dos quadros.

A venda dos painéis é o que mantem o funcionamento da Casa Terapêutica Pedra Branca, já que o local é mantido através de doações e na maioria dos meses por recursos próprios da diretoria. O diretor-presidente da associação, Tiago Ricardo de Souza, explica que o tratamento oferecido no local é de nove meses, do primeiro ao terceiro mês o dependente passa por um período de desintoxicação, do quarto ao sexto mês é o período de ressocialização e do sexto ao nono mês inicia a fase de reintegração social. “O programa terapêutico funciona em cima de disciplina, de espiritualidade. Não cobramos nenhum real e todas as 40 vagas são sociais”, comenta.

“O dependente vem até nós para se tratar e dependendo qual a vontade dele, ele já começa a ganhar até um salário através dessa fábrica de quadros que montamos lá dentro. A pessoa vai trabalhar sete horas por dia e ganhar um salário por mês, então além do tratamento ser gratuito, quando a pessoa sair da casa vai poder ter um valor para recomeçar”, avalia.

A sede principal está em fase de construção, mas o local já dispõe de cerca de 40 vagas para atendimento. As pessoas que procuram a Casa ganham um espaço para viver e por isso uma das principais ajudas necessárias é para a compra de móveis, como colchões e camas.

O Moacir de Oliveira Tobias é vendedor voluntário e faz a venda dos quadros de porta em porta todos os dias, ele conta que a Casa também foi atingida pela enxurrada em dezembro de 2020 e por isso, agora mais do que nunca, as doações são necessárias. “Eu e minha esposa trabalhamos com dependentes de rua há muito tempo e agora surgiu uma oportunidade de a gente formar essa parceria com o Centro de Reabilitação, pois a medida que a gente vai vendo que existem pessoas dependentes nas ruas podemos informar sobre o tratamento e local que é gratuito. Agora com a enxurrada eles foram atingidos também e a gente está pedindo a doação de colchões e beliches ou até mesmo a compra desses quadros para que possam se recuperar”, comenta.

Para ajudar a Casa Terapêutica Pedra Branca basta entrar em contato através do número (47) 9 9200-2816.