Esporte

Esta semana o Verdão do Oeste comemorou um importante marco em sua meteórica trajetória até o reconhecimento pelo time bem organizado e gestão eficiente. Após o grande destaque pela chegada à final da Copa Sul-Americana em 2016, quando sofreu o trágico acidente aéreo na Colômbia e ficou impossibilitada de disputar a grande final, a Chapecoense agora alcança pela primeira em sua história a liderança do Campeonato Brasileiro.

O time do treinador Vagner Mancini venceu o também catarinense Avaí em casa por 2 x 0, levando cerca de 6.000 torcedores que estavam na Arena Condá a gritarem “Olé” nos minutos finais do embate. Os gols que levaram a Chape ao lugar mais alto da tabela foram de Wellington Paulista, que após receber o rebote do chute de Luis Antônio no travessão achou o caminho da rede de dentro da área, e de Reinaldo, que após duas tentativas acertou o alvo com uma bola rasteira, fechando assim o placar.

No segundo tempo o jogo não perdeu emoção e a Chapecoense seguiu levando perigo em finalizações de Seijas, que fazia sua segunda partida. O Avaí tentava reagir mas não conseguia superar a marcação do time da casa. Denilson chegou a levar um balãozinho de Apodi.

Quando o clássico catarinense caminhava para o seu final, duas expulsões colocaram fogo na Arena Condá. Primeiro, aos 37 minutos, Luis Otávio foi para o chuveiro mais cedo por parte do time da casa, mas, nem deu tempo para o Avaí aproveitar. Apenas três minutos após, Leandro Silva também foi expulso de campo, enterrando as chances de virada do time.

A Chapecoense somente retorna a campo no domingo, a partir das 19h, no Mineirão, contra o Cruzeiro, onde tenta manter o bom desempenho na tabela. Já o Avaí, 18º na classificação do Brasileirão, retorna a campo no domingo, a partir das 11h, em casa, contra o Sport.

Data para não esquecer

Além da grande alegria que o time da chapecoense proporcionou na última segunda-feira à sua torcida, o dia 29 de maio marcou os seis meses da tragédia que vitimou quase que completamente seu elenco. Sem dúvida, o espírito de luta que levou a chape ao topo das américas ano passado esteve presente embalando seus novos jogadores, que jamais serão esquecidos pela torcida do Oeste.

Airton Ramos