Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Com a chegada do inverno muitas pessoas partem para a Serra Catarinense para aproveitar as baixas temperaturas, mas a cidade mais fria do Alto Vale, Rio do Campo, também vem mostrando que o turismo rural pode ser uma ótima aposta tanto para quem investe quanto para quem aproveita para conhecer as belezas do interior. Na cidade uma cabana que alia os conceitos rústico e moderno proporciona uma experiência única para quem decide alugar o chalé privativo com direito a lareira, hidromassagem e tudo mais que combina com essa época do ano.

A proprietária da Quinta Baldo, como foi chamado o local, Marcela Ruana Bönmann, é estudante de Odontologia em uma universidade do Paraná, mas com as aulas presenciais suspensas desde o início do ano passado a jovem voltou a casa dos pais e a pausa forçada na rotina corrida de estudos proporcionou a possibilidade de ela conhecer melhor a cidade e perceber o seu potencial. “Com a pandemia eu e meu noivo Willian Baldo começamos a fazer passeios em Rio do Campo que a gente nunca tinha feito. Eu era daqui, mas nunca tinha subido o Morro de São Roque, ou ido a Cachoeira da Varaneira e o Canyon da Prata por exemplo. Eram lugares que eu não conhecia e durante a pandemia pude visitar. Postando no meu instagram muitas amigas ficavam encantadas com a beleza que temos aqui e comecei a pensar na ideia da cabana”, disse.

Ela comenta que ao falar sobre o sonho, muitos não acreditaram no projeto alegando que poucas pessoas teriam o desejo de visitar a cidade do interior. Mesmo assim ela não desistiu da ideia e avaliou o crescimento pelo turismo de isolamento e hospedagens no estilo cabana. “Falei em abril para meu noivo que daria muito certo e ele também achou uma boa ideia, mas consegui convencê-lo mesmo em agosto do ano passado quando tivemos a primeira reunião com uma empresa para tratar do projeto”.

As famílias dos jovens também apostaram no novo negócio e o próprio sogro de Marcela cedeu o terreno para a construção. Ela conta que todo o projeto foi pensado com muito carinho e cada detalhe foi escolhido pelo casal para que os hóspedes aproveitassem e se sentissem em casa. “A cidade tem muitas belezas naturais e fizemos tudo querendo que as pessoas aproveitassem o município e a cabana. Não oferecemos refeição, mas a cozinha por exemplo é super completa, tem de tudo”.

A decoração da Quinta Baldo também é um dos principais atrativos do local que garante lindas fotos de qualquer ângulo. Misturando uma atmosfera rústica com modernidade, o chalé é o lugar perfeito para os casais apaixonados. A banheira de hidromassagem e lareira deixam o clima ainda mais romântico. Não era para menos o lugar que tem também lagoa, pomar e horta se tornou uma verdadeira febre e as reservas para praticamente todo o ano estão esgotadas. “Para a semana os próximos dias disponíveis são somente em agosto e finais de semana só em dezembro”, revela Marcela.

Outro diferencial é a recepção que os anfitriões oferecem inclusive os serviços de compra caso seja necessário, decoração personalizada e tudo que o hóspede desejar. A curitibana Cynthia Sofka esteve em Rio do Campo em junho e revela que se encantou com a cabana. “Em tempos de pandemia e isolamento, buscamos um escape que nos proporcionasse estar em um lugar novo, mas sem exposição. A Quinta Baldo se encaixou perfeitamente em tudo que esperávamos: individualidade, conforto, sensação de paz e ainda com o bônus da personalização, que foi puro encanto e fez toda a diferença. É o tipo de experiência que se destacou e procuraremos cada vez mais lugares com a mesma proposta”.