Alto Vale
Foto: Helena Marquardt/ADR Ibirama - Um escorregamento de terra que ocorreu em 2015 ocasionou a interdição da escola indígena

Mais de 380 crianças da reserva indígena de José Boiteux podem retomar a esperança de voltar à Escola Indígena de Educação Básica Laklãno. A escola, localizada na Terra Indígena Aldeia Palmerinha, está interditada desde 2015, quando fortes chuvas ocasionaram um escorregamento de terra nas proximidades da escola, o que causava perigo aos estudantes.

De acordo com o Gerente Regional de Educação de Ibirama, Nilo Poffo, a importância do retorno desses estudantes para a EIEB Laklãno é que ele foi projetada e é gerida de acordo com a cultura indígena. “Aquele espaço é próprio dos índios, pois é onde a cultura deles é valorizada. Além disso, o espaço fica mais próximo da reserva indígena”, explica.

Desde o fato, os alunos foram transferidos para a Escola de Educação Básica João Bonelli, localizada nas proximidades da Barragem Norte. “Essa transferência, que era para ser temporária, tornou-se uma novela por todos esses anos e agora foi liberado o recurso para construção de um muro de contenção e drenagem, para conter aquele movimento de terra e garantir a segurança dos estudantes”, comemora Poffo.

Após a conclusão do muro de contenção, a promessa do Governo do Estado é a liberação de recursos para a reforma da estrutura, que se encontra bastante prejudicada.

O investimento no muro é de cerca de R$ 1,3 milhão. O prazo de entrega é 240 dias.

Outros investimentos

O ato de assinatura das ordens de serviço foi realizado na tarde de quarta-feira (6). Os investimentos somam mais de R$ 1,5 milhão por parte do Governo de Santa Catarina. Além da EIEB Laklãno, as outras unidades beneficiadas são EEB Gertrud Aichingere e EEB Walmor Ribeiro, de Ibirama, e EIEF Vanhecu Patté, localizada na Aldeia Bugio, também em José Boiteux.

A assinatura foi realizada no gabinete do secretário Executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de Ibirama (ADR), Jamir Marcelo Schmidt, que ressaltou o esforço do Governo do Estado para continuar investindo na educação, mesmo num período de dificuldades econômicas. “Sabemos que nem sempre há disponibilidade de recursos para atender a todas as escolas de uma única vez, mas estas quatro obras demonstram o comprometimento do governador Raimundo Colombo em manter a educação como prioridade e também dos nossos servidores da ADR, que não mediram esforços para elaborar os projetos e atender a todas as exigências técnicas, buscando sempre agilizar os processos”, falou.

A escola Vanhecú Patté, também em José Boiteux, vai ganhar uma quadra de polipropileno que vai proporcionar a prática de atividades físicas com toda a segurança. Em Ibirama, a escola Gertrud Aichinger receberá mais de R$104 mil e terá o ginásio de esportes reformado.

De acordo com o representante da Construtora JC Ltda, vencedora das licitações das duas quadras, Vilmar Vendrami, o prazo estipulado para a conclusão é de 60 dias, mas a intenção é finalizar o serviço antes do final do ano. “Estamos com uma boa estrutura na empresa e iniciamos hoje mesmo com uma frente de trabalho nessas duas escolas, e até o dia 15 de dezembro teremos as quadras praticamente prontas para serem usadas”, comentou.

Rafael Beling