Política
Foto: Alan Garcia

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

Eduardo Purnhagen – Idade:40 anos
Profissão: Empresário – Partido: Progressistas
Coligação: Pelas Nossas Famílias – PP, PSD, PSDB, PL, DEM
Vice-prefeito: Junior Carvalho

Eduardo Purnhagen é candidato a prefeito no município de Lontras pelo Partido Progressista e foi sabatinado ao vivo pelo Diário do Alto Vale. Durante entrevista ele falou sobre geração de emprego e renda, valorização de professores, implantação da guarda municipal na cidade e profissionalização da máquina pública. Ele respondeu também sobre assuntos polêmicos, como a eficiência do radar meteorológico e críticas sobre sua postura.

Eduardo já foi candidatou a prefeito nas eleições de 2016, mas não foi eleito. Questionado sobre as principais propostas para o mandato, ele fala sobre a eficiência na aplicação dos recursos e diz que para melhorar é preciso profissionalizar a máquina pública. Ele também questionou um empréstimo no valor R$ 4,2 milhões feito pela atual administração para pavimentação asfáltica de quatro localidades. “Hoje o que a gente vê com a arrecadação, é que R$ 151 milhões entraram nos cofres públicos em quatro anos. É uma arrecadação bem superior a outros mandatos, então eu entendo que a gente pode fazer muito mais. Infelizmente no final do mandato foi pego um empréstimo para pavimentar 2,8 quilômetros de asfalto na cidade e volto a reforçar, não somos contra obras, somos contra a dívida”, destaca.

O candidato fala também sobre a ampliação de convênios na Sáude para melhorar o atendimento à população e a intenção da continuidade do horário estendido no posto de saúde, mas afirma que implantaria mudanças para que os pacientes tivessem realmente um atendimento eficaz, já que atualmente, segundo ele, não há médicos atendendo no local durante todo esse período. Questionado sobre sua postura em relação aos eleitores, ele afirma que é uma pessoa séria, mas que isso faz parte de sua personalidade e nada tem a ver com falta de humildade ou acessibilidade e garante que “jamais mudaria só por causa de uma eleição”.

Na sabatina o candidato também foi questionado de qual seria sua opinião sobre o Radar Meteorológico de Lontras, que recebeu um alto investimento do Governo do Estado e que apresenta diversos problemas desde a instalação e atualmente não está funcionando. Eduardo diz que o equipamento é importante para a população do Alto Vale, mas não tem trazido o resultado esperado e que sua postura em relação ao assunto seria a de cobrar o governo para que faça os reparos e ele realmente funcione.

Outra obra importante para a região, segundo o candidato, seria o Canal Extravasor. Ele afirma que o Alto Vale já sofreu muito com as cheias e a execução desse projeto poderia ser uma solução para o problema. “Como candidato e empresário entendo que o Canal Extravasor é de suma importância para nós, até porque volta e meia estamos tendo problemas com as cheias. Vencemos dois anos de seca, mas futuramente a gente entende que vamos voltar a ter o problema das cheias e o canal extravasor, pelos estudos que eu acompanhei seria uma solução e já temos até o compromisso de um deputado que será parceiro do município para a execução da obra”, ressalta.

Sobre projetos para a educação, ele diz que é preciso voltar com a base diversificada, que ofereceria aulas normais em um período e no outro oficinas de música e atividades esportivas para os estudantes. Já para a Infraestrutura, Purnhagen destaca que se for eleito irá buscar linhas de crédito para casas habitacionais para ajudar pessoas carentes.

O outro candidato a prefeito do município, Marcionei Hillesheim, do MDB não respondeu os ofícios enviados pelo Jornal Diário do Alto Vale e também não compareceu na data e horário reservados para sua entrevista.