Alto Vale
Fotos: divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

Depois de a Justiça Eleitoral ter indeferido a candidatura do vencedor das eleições 2020 em Petrolândia, uma eleição suplementar foi definida para o dia 13 de junho deste ano. Dessa vez duas chapas devem participar da disputa ao comando do Executivo. O Partido Progressista já homologou os nomes dos pré-candidatos, repetindo a chapa do ano passado formada por Déio e Professor Selmo (PSD). O MDB também definiu os nomes e optou por formar uma chapa pura com Angela Krindges da Mota e Jair Neto.

Rogério Domingos, o Déio como é conhecido, foi o vencedor das eleições, mas como não pôde assumir em razão da falta de documentação, Angela Krindges da Mota, na época, presidente da Câmara de Vereadores, assumiu o Executivo de forma interina, até que uma nova eleição fosse realizada. Agora, a disputa deve ficar entre os dois.

A emedebista explica que a homologação do seu nome como pré-candidata é recente e que isso ocorreu em razão da desaprovação das contas de 2020, dos candidatos Edson e Sandra e que para não haver problemas no futuro, o partido deliberou sobre a coligação, escolhendo o seu nome e do empresário Jair Neto, também do MDB. “Para não correr o risco de ter problemas futuros, foi deliberado em convenção que gostaríamos de manter a coligação MDB e Podemos com outros nomes. Não tendo sido aceito pelo partido do Podemos, decidiu-se então que o MDB lançaria chapa pura, sendo definidos os nomes de Hiti e Jair como pré-candidatos a prefeita e vice-prefeito”, explica.

A homologação dos nomes escolhidos pelo Progressistas ocorreu há dias. Eles optaram por manter a chapa, composta pelo Progressistas, de Rogério Domingos, e pelo PSD, do Professor Selmo. Déio destaca que dessa vez a atenção aos detalhes será redobrada. “Na eleição de 2020 por um detalhe técnico que por falta de ser anexada uma certidão ao nosso registro como candidatos, a Justiça Eleitoral decidiu por indeferir o registro e anular o pleito, no qual nos consagramos vencedores. Eu e o professor Selmo somos ficha limpa, não temos processo, nem nada que desabone nossa conduta, motivo pelo qual foi decidido reeditar a mesma chapa para concorrer à nova eleição com atenção redobrada aos detalhes no que diz respeito à candidatura”, comenta.

O pré-candidato já possui um histórico na política. Além de ter sido eleito prefeito com mais de 50% dos votos nas eleições do ano passado, quando teve a candidatura indeferida, ele trabalha há 30 anos como funcionário público. Foi vereador por três mandatos, de 2008, a 2020. “Tenho três mandatos de Presidente da Câmara Municipal nos anos como vereador e isso me credencia sim a ser pré-candidato a prefeito do nosso município”, pontuou.

Hiti, como Angela é conhecida, também possui ligação com a vida pública há algum tempo. Já foi eleita vereadora por três mandatos, foi presidente da Câmara de Vereadores do município e atualmente prefeita interina de Petrolândia. “Aprendi bastante nesse período e gostaria de ter a oportunidade de trabalhar mais pelo município, pela Saúde, Educação, Agricultura, por esse motivo aceitei fazer parte da disputa. Como pré-candidata tenho muitas propostas de melhorias e desejo colocá-las em prática, caso a população escolha o meu nome e o do Jair”, revela.

Para Déio, o município precisa melhorar em vários aspectos e ele destaca a Saúde como um deles. Além disso, ele expõe a necessidade que o município tem de crescimento e geração de oportunidades de trabalho. O pré-candidato reforçou ainda a felicidade em poder concorrer novamente e agradeceu o apoio das pessoas. “Queremos trabalhar com foco no desenvolvimento da nossa cidade. A força em primeiro lugar vem de Deus, da família, amigos e com experiência própria na vida pública, muita vontade de administrar o município que escolhi para viver, com muita verdade e transparência, pois as pessoas merecem o melhor de nós”, finaliza.