Esporte

A próxima edição da Copa América contará com mudanças, entre elas o aumento do número de seleções participantes. Durante o 67º Congresso Ordinário, realizado em Santiago (Chile), a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) confirmou alterações no formato da competição. A edição de 2019, que será sediada no Brasil, terá 16 seleções, seis delas serão convidadas especiais.

O anúncio da decisão veio após um pedido feito pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A Copa América terá 10 delegações da América do Sul (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela) e mais seis seleções de outros continentes.

As vagas dos convidados especiais devem ser preenchidas por países da Confederação de Futebol da América, Norte, Central e Caribe (Concacaf) ou da Ásia, a exemplo do que já ocorreu em edições anteriores da Copa América. Uma das propostas que está em análise é a participação de seleções europeias, cujos países sejam próximos à América Latina, como França, Espanha, Itália e Portugal.

Outra mudança anunciada está relacionada a data de realização. A Copa América de 2019 será a última realizada em ano ímpar. A Conmebol quer que a competição seja realizada em anos pares. Em 2020, uma edição extra do torneio, será realizada nos Estados Unidos, como ocorreu com a Copa América Centenário, que foi realizada no ano passado. A partir da mudança em 2020, a competição seguirá a cada quatro anos.


Municipal de Campo começará em 13 de maio em Dona Emma

Chape sai na frente na final do Estadual

Ruy vence em casa pelo Estadual

Tangefest elege sua realeza