Segurança
Vitória recebeu alta após 14 dias internada por atropelamento — Foto: Reprodução/NSC TV

A menina de 6 anos que foi arrastada pelo veículo por cerca de 60 metros em Gaspar,no Vale do Itajaí, recebeu alta no domingo (28). Em 14 de outubro, ela atravessava uma faixa de pedestres em frente a um supermercado, com a avó de 56 anos, quando um carro a atingiu. O motorista responsável ainda não foi encontrado.

O atropelamento ocorreu no Centro da cidade. Uma testemunha relatou à Polícia Militar, que registrou em boletim de ocorrência, que o carro estava em alta velocidade e não parou após o atropelamento. A menina ficou presa na roda dianteira do carro.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

A garota Vitória teve traumatismo craniano e passa boa parte do tempo deitada. A mãe dela, Tatiana Biedmann, precisou se afastar do trabalho para cuidar da filha.

“Acompanhamento com neurologista, com fisioterapeuta, porque ela teve que aprender a caminhar, se mover de novo, foi como uma criança que recém nasceu e precisou dar os primeiros passos”, disse Tatiana.

Vitória só se desprendeu da roda ao passar por uma lombada. “Eu lembro que eu dei o primeiro passo na segunda pista e eu só vi que vinha um carro azul na frente. Quando eu vi, eu já não tinha a menina nas mãos. Daí eu comecei a gritar por socorro porque ela não tava ali”, lembra Marlene.

A Polícia Civil segue investigando o caso. Nem o carro nem o condutor foram encontrados. “Não pode ficar impune não. Hoje foi minha filha. Amanhã pode ser a filha do outro”, completa a mãe de Vitória.

Por G1 SC