Saúde
Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza a 3ª edição do Curso de Gestantes do ano. Ao todo, serão realizados cinco encontros com diversas palestras ligadas ao tema gestação. As atividades são gratuitas. Podem participar gestantes, companheiros (maridos ou cônjuges) ou acompanhantes. O curso começa nesta sexta-feira (20), às 8h, e encerra no dia 17 de novembro.

A partir desta edição o curso será realizado pela manhã. A mudança de horário se deve a pedidos da população. Com isso, as gestantes podem conciliar os compromissos de trabalho e estudo e aprimorar conhecimentos sobre planejamento familiar, saúde bucal, cuidados para a fase pré-natal, equilíbrio emocional, noções básicas de boa alimentação, amamentação e afins.

A escolha dos temas é fixa. “Seguimos um padrão a partir da análise de demanda das gestantes. Elaboramos o cronograma do curso após pesquisa. Essa foi a maneira mais prática para esclarecer dúvidas e questionamentos de parto e pós-parto”, argumenta a enfermeira obstetra, Cristiane Stedile.
A enfermeira cita a importância do zelo, que envolve gravidez, parto e pós-parto. “É preciso levar em conta o cuidado contínuo com a criança. É o início de uma vida. E, que agora, necessita de cuidados especiais. Daí a importância das palestras que o curso oferece com dentista, nutricionista, médico e enfermeiro. A Secretaria de Saúde tem essa preocupação desde a vida uterina até a vida adulta”, especifica Cristiane.

 

Acompanhantes

É importante que a gestante faça o curso com um acompanhante. “A figura de uma pessoa para estar presente nesse período é fundamental, porque cada gestação é particular. Nesse momento a mulher está propensa à alteração de humor, pode sentir mal-estar, oscilação de peso e adoecimento”, justifica. O acompanhante pode ser alguém que tenha vínculo familiar ou cônjuge (namorado, marido ou companheiro afetivo). “Ter uma companhia é fundamental para uma gravidez saudável”.

As participantes ganharão kit maternidade e bolsa de gestante com um pequeno enxoval, que inclui fraldas, cheirinho, pagãozinho, que é a combinação de calça e blusa de malha para o bebê, cobertor, lenço umedecido e macacão. O kit é uma cortesia da instituição social voluntária Casa da Amizade.

A secretária de Saúde, Sueli Oliveira, frisa que além do conhecimento técnico oferecido pelas palestras, esse é um momento de confraternização entre as gestantes. “É imprescindível a troca de experiências com mães de diversas idades. Isso serve tanto para quem é mãe pela primeira vez ou não. O mesmo se estende para aquelas mães que vivem um momento de gravidez planejada ou não. Trata-se do empoderamento da mulher”.