Alto Vale
Foto: Tiago Metzger

A partir de hoje (19) o programa Vale Agrícola, produzido em Rio do Sul pela jornalista Aline Leonhardt e transmitido ao vivo pelo YouTube e Facebook todos os sábados, será transmitido também em rede nacional através da TV Brasil. A exibição será todas as quintas-feiras às 6h.

Filha de agricultores, Aline encontrou na agricultura um nicho de mercado. Depois de trabalhar 7 anos em TV aberta, decidiu empreender e com a crescente busca por informação nas redes sociais, decidiu criar um programa totalmente on-line. “Não foi simples. No começo as pessoas não entendiam muito bem a ideia de sentar e assistir um programa pela internet e não pela TV”, conta ela.

O que era uma aposta,deu certo. Em menos de dois anos, o programa saltou de 190 mil para quase 800 mil seguidores, no Facebook, YouTube e Instagram. Com mais de 5 milhões de visualizações de vídeo por semana, o Vale Agrícola se tornou o terceiro maior portal em número de acessos no Facebook. “Nós não temos dados hoje de um programa, que seja essencialmente on-line com estes números. E depois, é claro, muitos surgiram, pois o agro é um mercado em expansão”, afirma a jornalista.
Com linguagem simples, histórias do passado e do presente, a tecnologia sem esquecer da tradição. É assim que o Vale Agrícola vai ao ar todos os sábados, além da internet, em mais seis emissoras de TV, espalhadas do Rio Grande do Sul a São Paulo.

Aline não esconde a satisfação pela assinatura de contrato com a Tv Brasil: “apesar de hoje ter um grande número de espectadores – mais de 20 milhões diferentes, só no ano passado – sentia a falta de atender ao pessoal que já tem mais idade e ainda não está nas redes ou que também não dispensa assistir a informação pela TV. A intenção é atingir o maior público possível”.

É a primeira vez que um programa produzido no Alto Vale ganha destaque na rede nacional. “Não é só um orgulho para nós, jornalistas. Estar em rede nacional agora é uma oportunidade para mostrar as histórias, valores e riquezas de Santa Catarina para todo o país”, finaliza.