Alto Vale
Foto: Arquivo DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

A Comissão Intergestores Regional de Saúde (CIR) decidiu prorrogar e deixar ainda mais rígidas as regras de isolamento social por mais 14 dias no Alto Vale. Na região, que é considerada de risco grave para contaminação pela Covid, as medidas valeriam até o domingo (26), mas deverão ser mantidas por todos os municípios por no mínimo mais duas semanas.

A nova resolução, que será publicada no Diário Oficial dos Municípios nas próximas horas, estabelece inclusive regras mais rígidas. O presidente da Associação dos Municípios do Alto Vale (Amavi), prefeito de Petrolândia Joel Longen, acredita que a prorrogação era necessária. “Será muito ruim se tivermos que fechar o comércio novamente então acho acertada a decisão”.

Ele diz que a novidade do novo decreto será a proibição de cultos e cerimônias religiosas e a determinação para uma fiscalização mais rigorosa de controle de público em supermercados. “Estamos tomando as medidas dentro daquilo que é a situação do momento, por isso vai ser avaliado a cada 14 dias qual atitude será tomada. Esperamos que com essas novas regras a situação estabilize”, disse.

A reunião para a nova deliberação aconteceu nesta quinta-feira (23) e os secretários de Saúde levaram em conta o aumento do número de casos e a necessidade de implantação de mais leitos de UTI. Com base nisso a decisão é de que permanece proibido qualquer tipo de evento público, utilização de parques e clubes, atividades esportivas, entre outras restrições. Em locais públicos também segue obrigatório o uso de máscara.

Todos os estabelecimentos comerciais deverão controlar o acesso ao seu interior a fim de que seja permitida a circulação e permanência de, no máximo, 50% da capacidade total, além de adotar todas as medidas sanitárias preventivas já impostas, inclusive, barreiras físicas que facilitem o distanciamento seguro. Restaurantes e lanchonetes devem permanecer com horário reduzido de atendimento ao público no local até às 22h e depois disso apenas delivery ou retirada. Bares e pubs podem atender clientes no local até às 21h.

Longen diz que uma das grandes preocupações é a falta de leitos de UTI na região do Alto Vale e até em outras regiões. “Hoje praticamente não temos mais leitos de UTI e não temos mais onde colocar as pessoas para poupar vidas. Blumenau está saturado, Timbó está saturado, por isso teremos uma equipe indo a Florianópolis para pressionar o Estado para a abertura de novos leitos para Covid, o que não está acontecendo”, revelou.

Ele diz que o poder público está fazendo sua parte, mas diz que precisa haver mais conscientização da população. “Meu pedido e de todos os prefeitos é que as pessoas têm que cuidar. Muitos não estão respeitando ou acreditando que a situação é grave, mas é importante que todos saibam que não temos estrutura se houver um colapso na saúde”, finaliza.

CIR só vai se manifestar após a publicação

A Comissão Intergestores Regional de Saúde foi procurada pela reportagem para falar das novas regras, mas através da secretária de Saúde de Lontras, Simone Zavaglia Souza, disse que não vai se manifestar antes da publicação do decreto.