Alto Vale
Foto: Rede Web TV

Na manhã da sexta-feira (05) o diretor da Defesa Civil de Taió, Jonata Retke, divulgou o relatório com informações relacionadas ao evento climático, ocorrido na última quarta-feira (03), no Distrito de Passo manso. Segundo o levantamento, foi uma chuva forte com trovoada e chuva de pedras com ventos fortes, onde durou cerca de 20 minutos, com pico de ventos de 5 minutos, vindo a acarretar diversos prejuízos.

Sete pessoas de uma mesma família ficaram desalojadas em virtude do destelhamento parcial de 80% da residência onde residem. Por este motivo, foram abrigadas em casas de vizinhos. Os demais afetados, são pessoas que residem em outras residências que registraram destelhamento de até 15%, gerando transtornos de infiltrações e molha de mobília e eletrodomésticos.

Foram 11 casas com ocorrências de baixa complexidade; 8 casas com ocorrências de media complexidade; e 10 casas com ocorrências de alta complexidade. Dessas dez, uma veio a ruir, caindo ao chão junto com o galpão que era anexado à residência. Houve ainda destruição parcial de 2 indústrias, 2 granjas e cerca de 5 galpões diversos.

Também foi registrada a queda de diversos postes de energia elétrica, além de diversas quedas de árvores nativas e exóticas em vias públicas e privadas. Foram mobilizados após o evento, o setor operativo da coordenadoria de proteção e Defesa Civil municipal de Taió, setor operativo do Distrito do Passo Manso e apoio da Celesc, para desobstruções de vias e ajuda humanitária junto às famílias atingidas.