Cidade, Segurança
Foto: Patrick Rodrigues / Agência RBS

 

O drama das cheias voltou a afligir os moradores das áreas mais baixas de Rio do Sul desde a semana passada, mas ganhou força depois das chuvas fortes de domingo e segunda. O nível do rio Itajaí-Açu chegou ao ponto máximo às 7h de ontem, com 10,89 metros. Foi o suficiente para afetar locais em 18 bairros e atingir de alguma forma cerca de 18 mil pessoas, segundo a Defesa Civil. Entre as regiões mais críticas estão os bairros Canoas, Bela Aliança, Taboão e Centro.

Ao longo de ontem praticamente não choveu e o rio assumiu ritmo de queda de poucos centímetros. Às 3h, marcava 10,11 metros na medição oficial – uma queda de 48 centímetros nas últimas 9 horas. A previsão de chuva para hoje e principalmente amanhã, no entanto, não deixa ninguém se tranquilizar com a leve queda. Até o início da noite a cidade tinha 22 abrigos abertos – 10 deles lotados.

No total, 308 famílias foram acolhidas, totalizando 1.039 pessoas. Em toda a cidade, segundo o Corpo de Bombeiros, 62 pessoas atuaram no atendimento de ocorrências.

Jornal de Santa Catarina