Cidade, Economia
foto: Helena Marquardt

Foi prorrogado por tempo indeterminado o prazo para cadastro de pessoas que tiveram problemas em seus imóveis causados pelo ciclone ocorrido em 30 de junho em Rio do Sul. Inicialmente a Defesa Civil de Santa Catarina abriu período de levantamento de informações até segunda-feira (27), mas a atualização ainda é possível até que o governo do Estado reconheça o pedido de situação de emergência na cidade, fato que ainda não há prazo para ocorrer.

Pessoas cadastradas estarão em uma relação de eventual liberação de saque do FGTS aos atingidos. A liberação está condicionada à homologação do decreto de situação de emergência municipal e as condições da Caixa Econômica Federal.

O cidadão que teve prejuízos em seu imóvel durante o ciclone e que desejar fazer parte desta relação deve acessar o site defesacivil.riodosul.sc.gov.br, clicando no banner: SOS Ciclone e preencher os dados. Até o momento, 325 cadastros já foram realizados.

Cadastros já realizados pelo SOS Ciclone anterior, logo após a ocorrência, precisarão ser refeitos, já que o FGTS refere-se apenas a danos materiais residenciais.