Alto Vale
Foto: Divulgação

Uma via com vários problemas, com sinalização ruim, acostamento precário e sem calçada em alguns trechos. Quem anda a pé, de bicicleta e até de carro pela rua Nereu Ramos no Centro de Trombudo Central, conhece de perto as dificuldades. A revitalização desse trecho é um desejo antigo dos moradores que apoiam o projeto da Administração Municipal de revitalizar o trecho. Será uma das maiores intervenções urbanas da cidade.

Em reunião com a prefeita Geovana Gessner, equipe de governo e lideranças políticas da cidade, o deputado estadual Jerry Comper anunciou recurso de R$1,5 milhão para a revitalização. O trecho compreendido irá abranger a construção do acostamento e das calçadas nos dois lados da via. A extensão da obra vai depender de projeto.

“Ainda não se sabe qual será a extensão da obra. É necessário um estudo e o projeto para saber exatamente a complexidade da obra. Nos próximos dias vamos contratar a empresa que vai conduzir essa etapa. Nosso objetivo é usar da melhor forma esse valor de R$1,5 milhão”, disse a prefeita Geovana Gessner.

Segundo o secretário de Administração, Geziel Balcker, a obra começaria próximo ao viaduto Hermínio Prada, no início da Nereu Ramos. A rua é importante via estruturante da cidade, um eixo de ligação direta entre o Centro e o bairro Vila Nova. É também a principal rua de acesso a Agrolândia. “Acidentes foram registrados por falta de uma estrutura adequada. A reurbanização vai melhorar a estética e trazer segurança”, pontuou.

A revitalização da rua é um pedido antigo dos moradores e é mais uma obra incluída no maior pacote de obras da história de Trombudo Central. “O Programa Trombudo Central em Ação prevê investimentos de R$ 15 milhões em obras de infraestrutura, mobilidade urbana. Estamos há muitos anos lutando por essa melhoria. Agora chegou o momento, esse recurso vai mudar a vida dos moradores e de quem usa a rodovia”, disse a prefeita.
Para o deputado estadual, esta obra mostra o empenho da Administração na busca por mais qualidade de vida para a população.