Cidade
Foto: Alan Garcia/DAV

Helena Marquardt/DAV

Uma das demandas históricas dos moradores do Alto Vale em relação a BR-470 pode finalmente ter um ponto final em 2021. O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) anunciou que a substituição do túnel do Fundo Canoas em Rio do Sul está prevista no orçamento deste ano.

Já em 2013, o então vereador Jeferson Alexandre Vieira, fez um pedido de manutenção para conserto das avarias do túnel em regime de urgência. No documento ele também solicitou a instalação de placas indicando a altura na entrada do acesso às margens da BR-470, mas hoje, mais de sete anos depois, nada foi feito na estrutura.

“O túnel de acesso ao fundo canoas já era obsoleto quando foi concebido . Atualmente ele é um risco . E não me refiro somente a mobilidade. Me refiro a segurança . Nós moradores dos bairros Progresso e Fundo Canoas , que usamos diariamente o túnel presenciamos com frequência situações que colocam pedestres, ciclistas e motoristas em risco de acidentes graves. É uma travessia urbana importante e precisa de investimento”.

O superintendente local do DNIT, Cristhiano Zulianelo, explica que a troca da estrutura foi incluída no orçamento de contrato que será feito este ano para manutenção da rodovia. “Lá são chapas metálicas bem específicas que só três empresas no Brasil fazem e tem um valor alto. Só de chapa teremos um investimento de R$ 22 mil, fora aterro concreto entre outras coisas. Mas faremos ainda este ano”, anunciou.

O DNIT garante ainda que a estrutura, mesmo danificada não oferece riscos de queda. “Cada chapa pode trabalhar independentemente. Se quebrar uma a outra vai dar sustentação e não há risco de cair o aterro da rodovia nem nada”, disse.

Jeferson comenta que além da segurança é preciso pensar no desenvolvimento. “Muitas empresas na região precisam do deslocamento de veículos de grande porte e o túnel não suporta sequer um veículo por vez, quem dera mão dupla. Em 2013 solicitamos melhores condições de sinalização e urbanismo no local. Hoje o ideal seria uma nova estrutura com mudanças radicais em todo o entorno”, completou.

Outras melhorias na BR-470

Neste ano Zulianello destaca ainda que nos próximos meses o DNIT fará a recuperação de 18 pontos da rodovia danificados pelas chuvas de dezembro do ano passado, que incluem muros para segurar aterros e muros de gabião, uma espécie de gaiola com rocha dentro, além da limpeza e outros serviços que devem iniciar nos próximos dias.

Já sobre o viaduto de Pouso Redondo, ele afirma que a obra está em andamento. “Estamos fazendo a rua lateral primeiro para poder desviar o tráfego da rodovia lateral e termos espaço para trabalhar na rodovia em si e construir o aterro para fazer o viaduto. A empresa foi contratada, já iniciou e está tudo certo. A previsão é de que seja concuído ainda este ano”.

Já o viaduto que deve ser construído em Rio do Sul, em frente a Uniasselvi, está em fase de licitação. “Está sendo montado o edital e falta uma análise da procuradoria. Na sequencia ele já vai ser disparado para a licitação propriamente o que deve acontecer ainda este mês ou no máximo até metade de fevereiro”, conclui.