Cidade, Política

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Faltando um dia para as eleições municipais, a Justiça Eleitoral está com tudo praticamente pronto para um dos momentos mais importantes da democracia brasileira. Em entrevista ao DAV, o chefe de cartório da 102ª Zona Eleitoral, que abrange seis municípios do Alto Vale, fala sobre a segurança da votação, regras contra a covid e expectativas de horário para o fim da apuração.

Conforme explica Carlos Alberto Moraes, as urnas serão entregues nos locais de votação neste sábado. “Mas já estão todas configuradas, transformadas para sessão, tudo com toda segurança que o processo exige”, comentou.

Sobre a indecisão de muitas pessoas em relação à votação mesmo em meio a pandemia da covid ele ressalta que “Foi um ano atípico. Estamos desde março nessa situação e a Justiça eleitoral tem um compromisso com a democracia. As eleições precisam ser feitas neste ano e é uma atividade como outras que o povo precisa fazer como ir ao mercado por exemplo. Outras medidas de segurança também serão tomadas nos locais de votação. Vamos seguir rigorosamente as orientações técnicas dos órgão de saúde”, garante.

Ele esclarece que a orientação é que os eleitores não levem acompanhantes e que as urnas serão higienizadas, haverá álcool para que os eleitores utilizem antes e depois da votação e que o horário foi ampliado para que os idosos tenham prioridade de votar durante a manhã, das 7h às 10. “Os riscos para votar são os mesmos de outros locais que as pessoas frequentam”, completa.

O chefe de cartório ressalta que a conquista da democracia foi um processo muito longo e que as pessoas hoje podem escolher quem será o seu governante, por isso participar da eleição é importante. “Temos a possibilidade de escolher aqueles que vão administrar o dinheiro dos nossos impostos e vão transformá-lo em atividades públicas, obras. Então votar é bem mais um direito do que um dever, e um compromisso com a coletividade”, afirma.

Neste ano a biometria não será exigida e para votar basta levar um documento oficial com foto e título de eleitor, que pode ser impresso ou a versão digital em aplicativo disponibilizado pela Justiça eleitoral. “A orientação é de que a pessoa também leve sua caneta e já anotado o número dos seus candidatos para chegar lá e não perder muito tempo e evitar aglomero”.

Para os eleitores que não estão em seu domicílio eleitoral ou esteja impossibilitada de votar, o pedido é fazer a justificativa que pode ser feita de forma presencial em locais de votação e também online. “Se a pessoa não tem no domingo a possibilidade de fazer a justificativa junto a Justiça eleitoral pode justificar o voto presencialmente nos cartórios eleitorais em até 60 dias, mas pedimos que as pessoas deem prioridade em fazer pela internet”, informa.

Ele finaliza dizendo que pela experiência em eleições anteriores o resultado deve ser divulgado em menos de três horas após o fim da votação. “Cada eleição tem as suas peculiaridades, mas temos a expectativa de encerrar por volta das 1h30 as apurações, isso pela nossa experiência em anos anteriores”, finaliza.