Cidade
Foto: Divulgação

Um ano após ser instalado, o centro de triagem para Covid-19, ao lado da UPA 24h em Rio do Sul, já serviu para atendimento de 18.866 pessoas com sintomas da doença. Desde 20 de março de 2020, com atendimento inclusive nos finais de semana e feriados, profissionais de saúde se revezam para dar conta da demanda que chegou a ter picos de 200 pacientes por dia. A estrutura, em uma tenda montada no estacionamento da unidade, teve diversas alterações de tamanho e equipe, para dar conta da demanda e oferecer melhor condição de atendimento.

Criado para reduzir a quantidade de pessoas com suspeita da doença indo a unidades de saúde, hospitais ou a própria UPA, o centro de triagem ajuda a organizar as demandas e a realização de testes para a doença, tanto os rápidos como os encaminhados ao Lacen, em Florianópolis. Em média de 60 a 100 coletas são realizadas diariamente no local.

O médico da Secretaria de Saúde, Ricardo Ribeiro, explica que os sintomas mais comuns das pessoas que visitam a tenda de triagem são febre, dor de cabeça, dor no corpo ou coriza. Ele ressalta que a pessoa só deve visitar os serviços de saúde se realmente tiver algum tipo de sintoma.

Ribeiro destaca ainda que as pessoas doentes também precisam estar conscientes que não devem sair de casa. “Tanto os positivos quanto quem tem sintomas da doença mas ainda aguardando resultado do exame, precisa ficar em isolamento. Assim evita-se que outras pessoas também possam ser contaminadas”.

Para o prefeito José Thomé, a avaliação do serviço é positiva, mas ele reforça a necessidade de que todos estejam conscientes sobre as medidas de prevenção da Covid-19, como o uso de máscara, limpeza frequente das mãos, evitar aglomerações, manter o distanciamento e saídas de casa em grupos para ir ao comércio, supermercados ou outros tipos de serviços.