Economia
Fotos: CRS/DAV

Reportagem: Gabriela Szenczuk/DAV

Com o projeto “Fadas Empreendedoras” a Magrass pretende criar 5.000 postos de trabalho em todo o país, sendo 50 no Alto Vale do Itajaí e cerca de 15 oportunidades em Rio do Sul. As Fadas serão microfranqueadas, receberão treinamento da Universidade Magrass Franchising (UMF) e o suporte da rede para divulgar e vender os produtos e serviços em casas ou locais de trabalho.

A gestora e franqueada das unidades de Rio do Sul e Ituporanga, Solange Eising, contou que a intenção do projeto é impulsionar a economia local e dar oportunidades para quem quer crescer profissionalmente buscando novas alternativas e ramos de trabalho. “É uma iniciativa inédita para nossa atividade. Neste momento, todos estão sentindo e temendo passar por uma grande crise econômica e por consequência, o desemprego.” A gestora ainda explica que a Fada Empreendedora não será uma funcionária da Magrass e, sim, uma microfranqueada que vai às casas e/ou trabalho das pessoas com um tablet oferecido pela rede e todo o treinamento necessário para divulgar e vender os serviços oferecidos. Caso a cliente se interesse por algo, a Fada será como uma ponte entre a consumidora e a Magrass, recebendo uma comissão de 10% do valor do consumo final. “A mensalidade da Fada é de R$ 300,00, mas é um investimento. Se falarmos em um ticket médio de R$ 2.000,00 ou 3.000,00, se a pessoa fizer duas vendas por dia durante um mês ela receberá em torno de R$ 12.000,00 mensais”, explica Solange.

Gestora e franqueada das unidades de Rio do Sul e Ituporanga, Solange Eising

Seleção das Fadas

Por enquanto o momento é de recrutamento. As franquias estão selecionando clientes experientes e fieis para serem as Fadas, já que elas já conhecem os serviços e saberão falar com propriedade sobre o que estarão vendendo. Mas as inscrições estão abertas ao público. A ideia é que, após a escolha das candidatas, até o início de junho, seja feita a implementação oficial do projeto com a certificação e capacitação das mais novas empreendedoras da região.

Não é necessário que as candidatas tenham alguma formação específica, mas alguns dos requisitos são ter afinidade com o mercado de trabalho, perfil empreendedor, bom relacionamento interpessoal, disponibilidade de horário, veículo próprio para se deslocar e aptidão para lidar com a alma feminina. O cadastro pode ser feito no site.
Mais informações sobre serviços, valores e atendimentos também podem ser consultadas no site www.magrass.com.br ou nas redes sociais, pelo Instagram: @magrassriodosul.