Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

A Associação Equovali, de Rio do Sul, lançou uma campanha para arrecadação de tampinhas de garrafa PET e de outros tipos de embalagens. O intuito é vender o material e com o dinheiro ampliar o número de pacientes atendidos com equoterapia em toda a região, já que ela pode trazer melhoras significativas para crianças e adultos com diversos problemas.

A presidente da Equovali, Ivonete Sens Bento, comenta que a ideia surgiu quando a campanha Ame Eloá passou a arrecadar as tampinhas que são vendidas a R$ 2,00 o quilo e R$ 2,50 se estiverem separadas por cor. “Digo que pegamos carona na campanha da Eloá, porque o pessoal que arrecadou para ela acabou nos oferecendo, pois ela já tinha conseguido os valores necessários e decidimos continuar esse projeto”, relata.

Com as tampinhas, a entidade tem como objetivo conseguir recursos para receber mais praticantes na equoterapia. “Principalmente crianças da Rede Municipal e que não têm condições de arcar com o tratamento. Hoje atendemos apenas oito pessoas, até pela pandemia e distanciamento, mas sabemos que existe uma demanda reprimida de 40 crianças no município”, revela.

Os pontos de coleta já definidos são a Decisão Móveis, Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi) e escoteiros de Rio do Sul. “Também estamos fazendo um projeto para apresentar na prefeitura para ver se eles podem aderir como ponto de arrecadação”, comenta Ivonete.

Ela comenta que além das tampinhas de garrafas pet, tampas de outros potes como de sorvete também podem ser doadas desde que estejam limpas. “Toda ajuda é bem vinda, só não podem ser tampas sujas”, finaliza.