Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

A necessidade de manter uma alimentação saudável é cada vez mais evidente e estimular essa prática desde cedo é muito importante para fazer com que as crianças criem bons hábitos. No Centro Educacional Leandro dos Santos, na comunidade de Rio Bonito, em  Ituporanga, foi feita a reativação da horta escolar com a participação dos alunos, que agora já estão colhendo as hortaliças que também são utilizadas na merenda escolar.

A diretora da unidade escolar, Camila Correa Hinkel, conta que a reativação da horta faz parte do projeto Gota Verde criado na instituição e que além do estímulo à vida saudável, envolver os alunos no plantio é uma forma de incentivar o contato com a natureza e trabalhar o desenvolvimento humano e social das crianças.

Desenvolvemos o projeto sobre a horta com todas as crianças, desde a turma do Maternal, pois estamos preocupados em resgatar essa relação tão importante da criança com o meio ambiente e com os alimentos que elas consomem. Eles gostam de ir lá, só precisam de incentivo, de alguém que leve a mexer na terra, plantar, cuidar. Alguns já trazem esse conhecimento de casa, outros não e o papel da escola nesse momento é estar inserindo essa prática também para que eles criem esse gosto e permaneçam praticando aquilo que os pais também fazem”, explica.

O plantio foi iniciado no final de julho e cada turma ficou responsável pelo cultivo de uma hortaliça. Foram plantados repolho verde e roxo, couve, cenoura, beterraba, brócolis e temperos. Com isso, as professoras também puderam desenvolver um planejamento pedagógico dentro de cada área de conhecimento.

“As professoras desenvolveram um planejamento dentro das áreas de conhecimento incluindo a horta. Trabalharam sobre as hortaliças plantadas e algumas outras, a importância delas na alimentação, os nutrientes. O quinto ano trabalhou de forma mais aprofundada a respeito delas, pesquisaram sobre as vitaminas, curiosidades e a professora também desenvolveu a matemática trabalhando área, perímetro, mudas por canteiro e fez todo um planejamento pedagógico dentro da horta”, acrescenta.

Na comunidade, a maior parte das famílias tem como fonte de renda a agricultura. A diretora enfatiza ainda que a reativação da horta, que teve ajuda de pais, amigos e parceiros, também ajuda a criança a conhecer melhor as atividades desenvolvidas pelos pais.

“A maioria das famílias trabalham na agricultura e a partir do momento que eles podem colher, se alimentar daquilo que eles mesmos produzem também conseguem entender melhor o que os pais fazem. Além disso, o projeto aproxima os alunos da natureza, gerando afetividade que é o primeiro passo para a construção efetiva e permanente de hábitos sustentáveis. Como sabemos, as crianças aprendem através do exemplo. E é com exemplos como esses, que queremos materializar as memórias dos nossos pequenos”, finaliza.