Cidade, Saúde

A Prefeitura de Rio do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), e Secretaria de Educação (SEDUC), vem realizando um trabalho árduo para a prevenção do mosquito Aedes Aegypti. O projeto Rio do Sul Sem Dengue, chegou nesta quinta-feira (11), na Escola Modelo Ella Kurth, no bairro Rainha, onde as crianças e adolescentes receberam informações na luta contra o mosquito transmissor de doenças graves como Dengue, Zika e Chikungunya.

De acordo com a secretária da SMS, Suelli de Oliveira, o projeto passará por 10 escolas do município de Rio do Sul, onde os alunos aprenderão como se prevenir do mosquito. “Precisamos fomentar o aprendizado contra o mosquito transmissor dessas doenças nas escolas, cremos que as crianças podem levar essa mensagem de alerta aos pais”, comentou a secretária.

O responsável por passar o recado nessa etapa do projeto é o Agente de Endemias, Cirus Yrã Fronza, ele destaca a importância dessas informações. “A cartilha que distribuímos aos alunos conta com jogos e atividades educativas para as crianças e promove mobilização, controle e enfrentamento ao mosquito. Para enfrentar este problema é preciso a união de toda sociedade para que cada um faça a sua parte. O conhecimento é a melhor arma contra o Aedes aegypti” destaca o Agente.

Conforme Fronza, essas mobilizações continuarão durante a gestão do prefeito José Thomé e Paulo Cunha. No dia 24 de maio, será realizada uma ação de prevenção no Asilo São Vicente. “Vamos fazer o possível para que nunca tenhamos esses casos graves em nossa cidade. Uma vida vale mais do que tudo, por isso a prevenção será feita em toda faixa etária” comentou.

O Aedes aegypti, transmite três doenças graves, Dengue, Zika e Chikungunya. Elas apresentam sinais e sintomas parecidos, mas têm níveis de gravidade diferentes e não há tratamento específico.


Conselho de Educação toma decisão polêmica em Rio do Sul

Comércio de Santa Catarina está confiante no Dia das Mães

Fora do expediente, Sargento impede suicídio de jovem em Rio do Sul

Ação de apoio à mulher vem ao Alto Vale