Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Cláudia Pletsch/DAV

Nos últimos meses muitas entidades tiveram que se reinventar por conta da pandemia, as associações que dependiam de eventos de arrecadação tiveram que desenvolver outras atividades para arrecadar fundos e manter vivo o papel das organizações sem fins lucrativos. É o caso do Grupo Escoteiro Mafeking de Rio do Sul, que há cerca de um mês criou uma campanha de arrecadação de papéis recicláveis no município, a venda dos materiais se tornou a maior fonte de renda dos escoteiros que agora buscam ajuda da comunidade para continuar com a arrecadação.

O diretor financeiro do Grupo Escoteiro, Elói Marconi explica que um grupo de 10 adultos estão fazendo o recolhimento de papéis, jornais, revistas e papelão. Qualquer pessoa ou empresa que tenha os materiais em quantidade para recolhimento poderá entrar em contato. Elói ainda diz que em um mês chegaram a recolher cerca de três toneladas de recicláveis. “A nossa principal fonte de arrecadação que é nossa festa escoteira com o churrasco que a gente promove todo ano no mês de abril nesse ano não pode ser realizada, e em função do momento em que estamos vivendo muitos associados não puderam mais continuar contribuindo com o grupo e uma grande maioria das entidades sentiu esse impacto, por isso uma das formas que a gente pensou para reduzir esse impacto foi essa campanha”, explica.

Elói ainda ressalta que a ideia da campanha voltada para a reciclagem surgiu da missão do escotismo, que é promover o desenvolvimento do jovem tornando-o um exemplo de fraternidade, lealdade, altruísmo, responsabilidade, respeito e disciplina. “O escotismo e a preservação ambiental tem uma relação bastante próxima por isso grande parte das ações que a gente promove sempre tem um envolvimento ou um comprometimento também com o meio ambiente”, justifica.

Para agendar o recolhimento de materiais basta entrar em contato pelo telefone: (47)988493454.