Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Após anos de cobrança e até um abaixo-assinado, a Secretaria de Infraestrutura anunciou que já deu início ao processo de instrução para elaboração do orçamento para pavimentação da SC-281 que liga Ituporanga a Atalanta. Mesmo com a informação ainda não há data para a obra sair de fato do papel.

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Vieira, em resposta a um ofício encaminhado pelo prefeito de Ituporanga, Gervásio Maciel, cobrando informações sobre a situação da pavimentação que segundo ele seria fundamental para os dois municípios. “Eu estive lá numa audiência com ele, entre eles essa implantação do asfalto entre Ituporanga a Atalanta, que são as únicas da comarca que ainda não tem essa pavimentação”, disse.

Ele comenta que o projeto anterior não estava completo, mas que diante da resposta de que toda a documentação necessária já está sendo encaminhada, a expectativa é que a licitação seja lançada em breve. “Para nós é uma notícia muito boa porque são 19 quilômetros daqui até Atalanta e com isso vamos criar um outro circuito no Alto Vale e desviar parte do trânsito na BR-470. O pessoal da região de Taió pode entrar em Trombudo Central, passar por Agrolândia, Atalanta e Ituporanga. Daqui da região da Cebola os motoristas podem ir para Florianópolis e outras regiões, o que vai melhorar o tráfego em toda a região”, opinou.

O corretor de seguros José Azildo Capistrano vive às margens da SC há mais de 10 anos e conta que assim como outros moradores sofre com a poeira, buracos e principalmente, falta de segurança. “É uma estrada que passa por dia mais de 200 veículos e finais de semana mais de 300 e a maioria dos motoristas não respeitam a velocidade. Também temos problema com poeira e buracos então está mais do que na hora de sair esse asfalto, porque cansamos de ouvir promessas políticas”, afirmou.

Paulo  César Schmitt é outro morador que aguarda o asfaltamento e chegou a fazer um abaixo-assinado onde conseguiu mais de 1.318 assinaturas. Ele comenta que a obra já foi alvo de diversas promessas. “Falam falam e nunca sai. Fiz um abaixo-assinado há cerca de oito anos e entregamos ao Estado e até agora nada o que é muito revoltante. Estamos em fazer algo de novo ou não vai sair do papel”, afirmou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Ituporanga, Sérgio Eduardo Cunha Rosa, acredita que a obra vai impulsionar a economia da região. “Com essa ligação acreditamos que teremos o desenvolvimento tanto para Ituporanga como para Atalanta. Nesse trecho também temos a Epagri e previsão de muitas indústrias se instalarem nesse local. É uma área muito boa para trazer mais crescimento”, disse.