Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Com o talento reconhecido internacionalmente, o artista Alisson Grilo, já se prepara para mostrar um pouco mais de seu trabalho no Alto Vale. A exposição “Olhares” será aberta oficialmente no dia 5 de novembro e acontece na Casa de France na Avenida Aristiliano Ramos. A visitação segue até o dia 19 em horário comercial.

Ao todo serão expostos 40 trabalhos que também estarão à venda após a exposição. Todas as obras têm a temática olhares. “São olhares que convidam a população de Rio do Sul e de toda a região a também olhar para a minha arte e para esse artista rio-sulense que está produzindo bastante e que está se preparando para expor no Louvre no ano que vem”, comenta.

Ele explica que a escolha do local diferenciado é porque o ambiente já convida a trazer a arte para a decoração. “Para algo mais comercial também mostrando o potencial das obras para a ambientação. Então esse é o convite maior, que as pessoas possam participar desse olhar e também olhar para a arte e para o artista”, disse.

Boa parte das obras foram produzidas por Grilo durante sua participação em um dos desafios mais conhecidos do mundo, o Outubro de Inktober. Criado pelo ilustrador americano Jake Parker, o projeto incentiva artistas, desenhistas e ilustradores de diferentes países a divulgarem sua arte nas redes sociais usando a hashtag #inktober. Para cada dia do mês, uma produção artística com um tema direcionado pelo desafio para o qual Alisson escolheu como mote principal o olho.

“Desse desafio, junto com o que eu já estava estudando que são os olhares, resultou essa exposição. Foram 31 obras que faziam parte desse calendário e mais nove outras obras também com a temática de olhares. São olhares de inspiração, de família, de encontros, tristeza, alegria e saudade”.

O artista afirma que a temática olhares foi escolhida porque eles tiveram ainda mais importância durante a pandemia. “Nesse período de pandemia apenas os olhares eram a maior comunicação. A gente não tinha a visão do sorriso e a única coisa que aparecia era o olhar, que foi a forma de demonstrar sorriso, o abraço, a comunicação de forma geral e ele tem a sua essência e a sua arte”, finaliza.