Cidade
Foto: Divulgação/ Dilmo Rodrigues há cerca de 25 anos

Cláudia Pletsch/DAV

Uma paixão que passou de pai para filho. Essa é a história do Papai Noel que faz a alegria de muitas famílias no bairro Bela Aliança em Rio do Sul. Todos os anos uma carreata reúne a família e amigos do bom velhinho para distribuir doces, guloseimas e esperança para idosos e crianças que esperam ansiosamente pela chegada do Domdi Noel, como é conhecido.

Há cerca de 25 anos Dilmo Rodrigues criou o Papai Noel. A ideia veio da paixão que ele sentia pelo Natal e da vontade de tornar a data mais especial para crianças e idosos que vivem no bairro. Depois do falecimento do primeiro Papai Noel, em 2014, o filho dele não deixou a tradição morrer e passou a fazer o papel do bom velhinho. Desde então Dominique Rodrigues é quem faz a alegria de muitas famílias de Rio do Sul.

A esposa do Noel, Josiele Figueiredo Fraga, que organiza todos os presentes conta que todos os anos entregam doces para cerca de 160 crianças no bairro. Ela diz que ver o olhar feliz dos pequenos é o que faz a missão do Natal tão especial. “A paixão do meu sogro era ser Papai Noel e ficou de pai para filho. Meu marido também é apaixonado pelo Natal e agora meu filho tem 15 anos e também ajuda o pai. Minha filha pequena ajuda os dois nas entregas e é uma paixão de família, todos os anos a gente faz a entrega com doações que recebemos ou a gente mesmo vai lá e compra”, comenta.

Nesse ano o papai Noel já fez entregas no dia 12, 22 e 23. Por causa da pandemia as entregas estão sendo feitas de uma maneira um pouco diferente, para não haver aglomeração. Cada criança tem que receber seu pacote na frente de casa, e Josiele explica que esperam entregar cerca de 250 pacotes. “Muitas pessoas que moram aqui, muitos amigos nos ajudam com doações. As crianças e idosos ficam muito felizes quando o Papai Noel chega para entregar as coisinhas. Como a gente está há muitos anos fazendo o Papai Noel chega nessa época do ano as crianças já começam a perguntar se o Papai Noel vai vir, então todo mundo espera que todo o ano aconteça a mesma coisa”, finaliza.

 

 

Dominique Rodriges no ano passado