Alto Vale
Foto: Divulgação

Desde o início da semana, a Prefeitura de Aurora, utiliza o caminhão pipa para distribuir água potável para famílias que já estão enfrentando dificuldades com a estiagem. As comunidades mais atingidas são o Coqueiral e o Fundos Aurora. A coleta dessa água é feita em Agronômica, em um reservatório da Casan e também em Ituporanga.

“Queremos agradecer o Prefeito de Agronômica, César Cunha e também a equipe da Casan tanto da terra do arroz, quanto de Ituporanga na pessoa da coordenadora da companhia Cristiane Arndt Bertoldi que nos autorizaram a coleta da água. A estiagem vem castigando não só os agricultores, mas também algumas famílias, poços e nascentes secando, impossibilitando o consumo nessas residências”, explicou o Prefeito Alexsandro Kohl, o Xandão.

A distribuição está sendo feita nas caixas d’água entregues pela Defesa Civil do Estado para as comunidades, mas também nas residências dessas famílias. “Essas caixas d’agua nas comunidades possibilita os moradores, em situações como essa de estiagem, ter a possibilidade de ter água para consumo, seja para lavar roupa, tomar banho, fazer comida. Algumas tem 10 mil litros e outras 5 mil, todos que estiverem enfrentando falta de água, podem ir até lá e pegar. As caixas estão próximas à igreja das comunidades”, destacou o prefeito. As casas mais afastadas dessa caixa d’água estão recebendo o caminhão pipa na residência.

Produtores com granjas também sofrem com a estiagem, ainda mais nesse calor que vem fazendo, se ficarem sem água correm o risco de perder os animais. “No ano passado já fizemos esse trabalho de transporte de água para os produtores. Esse ano a estiagem veio mais forte e acompanhada desse calor, não podemos deixá-los perder os animais, esse é o ganha pão deles. Estamos fazendo o transporte de água quase que diariamente para diversas granjas no município. Pedimos também, que quem estiver sofrendo com a falta de água que procurem a Prefeitura, estamos tentando atender a todos da melhor maneira”.

O Prefeito finaliza destacando que sabe da dificuldade de pessoas que moram às margens das estradas e que sofrem com a poeira. “Eu sei que a poeira é terrível, porém, temos apenas um caminhão, quando conseguimos molhar as estradas, estamos molhando, mas a prioridade agora é transporte de água para consumo humano, espero que entendam e tenham paciência”.