Cidade
Foto: Alan Garcia/DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Os moradores do Residencial Bela Vista, no bairro Barra do Trombudo em Rio do Sul aguardam há vários anos a solução para um problema que tem se tornado cada vez mais grave. No local dezenas de famílias sofrem com esgoto a céu aberto, que segundo eles, além do mau cheio vem causando até mesmo rachaduras nas casas.

O coletor de reciclado Adair dos Santos conta que os moradores já buscam uma solução definitiva para o problema há vários anos. Ele ressaltou que tudo começou com a tubulação entupida e em decorrência disso o esgoto acaba transbordando até mesmo para dentro das casas. “Temos esse problema com o esgoto que já vem há muitos anos incomodando os moradores de todos os blocos. A gente vai na prefeitura porque quer uma lar mais decente. Aqui além do mau cheiro as casas estão todas rachando dentro porque está vazando o esgoto da rede e temos medo que está prejudicando a estrutura”, relata.

Adair comenta ainda que moradores já pediram providências da prefeitura, mas que o Executivo veio apenas uma vez em vários anos desentupir a rede. “Entra governo e sai governo e é sempre a mesma coisa. A gente pede, eles vêm aqui, dizem que vão fazer no próximo ano e fica naquela e já estamos cansados”, afirma.

Outra moradora que pede uma solução definitiva é a pensionista Amélia da Silva. Ela diz que o mau cheiro impacta até mesmo no dia a dia e acaba impedindo hábitos rotineiros como abrir portas e janelas. “Temos que ficar com tudo fechado. Tenho o fogão a lenha que não posso usar por causa do mau cheiro e no verão é pior ainda. Estamos aguardando uma solução”, completa.

https://www.youtube.com/watch?v=jP0Sep2__X4

Eles relatam que para tentar amenizar o problema alguns moradores tentaram realizar obras paliativas por conta própria. Alguns abriram um buraco no meio da casa tentando consertar e desentupir a rede, sem sucesso. Outros chegaram a abandonar as casas no residencial porque não conseguiram conviver com o mau cheiro e os vazamentos frequentes de esgoto dentro das casas.

Prefeitura diz que manutenção no local é constante

Procurada pela reportagem a prefeitura de Rio do Sul informou através da sua assessoria de imprensa que a manutenção no residencial é constante por conta de entupimentos e também da demanda ser maior do que a estrutura suporta. Em nota o Executivo alegou ainda que também há falhas no projeto de execução pois parte da rede passa por baixo das casas, sendo mais difícil um serviço completo de reparo.
A assessoria de imprensa declarou que há um projeto de reconstrução, mas ainda em análise de fonte financiadora e que a Secretaria de Obras retornará nesta semana ao local para fazer uma avaliação das rachaduras para verificar se é possível que novos danos possam ocorrer.