Cidade, Cultura

Neste sábado (18), das 9h às 13h, a Praça Ermembergo Pellizzetti, em Rio do Sul, receberá um evento diferente. Trata-se da primeira edição da feira Troca-Troca, um encontro para trocar objetos, utilidades, antiguidades e artigos decorativos. O intuito da ação – que está sendo promovida pela Fundação Cultural – é valorizar a economia solidária do Município através da cooperação, criatividade e dos saberes culturais.

De acordo com a diretora administrativa de cultura da Fundação Cultural, Valeska Fronza, alguns coletivos de Rio do Sul já estão confirmados na feira, como a Oca Cultural, a Associação dos Artesãos e o Artesanato no Quintal. Além disso, a própria fundação terá uma barraca com alguns objetos para troca e exposição. “Nós já temos três expositores que confirmaram presença, mas fica aberto [ao público], de repente algum colecionador, alguém que tenha algum objeto e queira fazer a troca, fica o convite para estar na praça, tanto para conhecer e prestigiar o evento, quanto para promover essa integração”, explica Valeska.

Quem deseja expor seus produtos na feira deve entrar em contrato com a Fundação Cultural antecipadamente, para que seu espaço seja organizado. Apesar disso, as pessoas que souberem do evento somente no dia também poderão participar. “É um evento onde a gente quer promover a integração, então tanto antecipadamente, quanto na hora, vai poder prestigiar”, ressalta a diretora. Nesta primeira edição, a fundação irá avaliar a interação da comunidade com a feira, para que assim os próximos eventos possam ser planejados.

Palco Livre

Outra novidade que irá tomar conta da praça é o Palco Livre, um espaço adaptado para receber apresentações de música, leituras poéticas, dramatizações, entre outras manifestações artísticas. O sistema de som será disponibilizado pela fundação, mas o participante deve possuir seus instrumentos, cabos e possíveis acessórios. “Esse evento tem como objetivo promover as atrações artísticas, grupos de dança, teatro, música, leitura poética, dramatização, e qualquer manifestação, qualquer forma de se expressar. Quem estiver passando pela praça pode se inscrever na hora, e a gente também está com as inscrições antecipadas, que são online”, explica Valeska.

Para se inscrever pela internet, basta acessar o site da Fundação Cultural ou a página do Facebook e preencher o formulário. Nele, o participante deve especificar o tema e o tempo de sua apresentação. “O objetivo do Palco Livre é fazer com que as pessoas se sintam à vontade em um espaço com outras integrações”, finaliza a diretora.

Carolina Ignaczuk